Ilha de Boipeba com crianças: Como chegar

image

Finalmente consegui sentar para escrever mais sobre nossos passeios no litoral da Bahia. Dessa vez vou contar sobre a viagem a Ilha de Boipeba, situada na Costa do Dendê, ao sul da ilha que abriga Morro de São Paulo. É um lugar de paisagem exuberante, praias paradisíacas, recifes de corais, água morna, dunas e povo muito amigável. Superou todas as minhas expectativas!

Só existe um jeito de chegar lá, pela água. Mesmo quem vai de avião chega na pontinha da ilha de Tinharé e precisa atravessar de barco. 😉

image

Mapa de Boipeba e região. Fonte: http://www.bahia.ws/guia-turismo-arquipelago-de-tinharea/mapa_tinhare_boipeba/

Escolhemos ir de carro, atravessar a Baía de Todos os Santos de ferry boat, seguir pela estrada até Torrinhas e de lá pegar uma lancha. Não fizemos o percurso todo no mesmo dia, fizemos escala na casa de amigos em Mutá e só depois seguimos para Boipeba. Mas daria para ir direto sem problemas.

Dica para quem vai de carro: chegue bem cedo no terminal de embarque do ferry boat pois deixaram de vender passagem antecipada.

image

Nosso plano inicial acabou mudando porque a estrada entre Nazaré e Valença estava péssima (destruída em alguns trechos) e o carro dos nossos companheiros de viagem furou o pneu. Entre troca e parada para comprar outro pneu perdemos muito tempo. O pessoal em Valença nos disse que a estrada até Torrinhas estava pior (nem quero imaginar como é pior do que aquilo) e resolvemos não arriscar. Deixamos o carro em dos estacionamentos de Valença e pegamos uma lancha rápida para Boipeba. No fim das contas acho que foi bem melhor! Na via principal da cidade existem vários estacionamentos, quanto mais perto do porto mais caro.

Dica: Lembre-se sempre de negociar o preço nos estacionamentos pois o valor inicial é sempre maior. Isso também vale para as lanchas particulares onde a negociação é feita diretamente com o marinheiro.

Torrinhas vs Valença

Em Valença o estacionamento custa em média R$25 por dia e a lancha para Boipeba R$60 ida e volta (crianças até 6 anos não pagam), a viagem dura mais ou menos 1 hora (em barco comum 4 horas). Fomos numa lancha tipo mini catamarã, da empresa Dattoli, com capacidade para 30 pessoas. Uma lancha particular teria sido bem mais cara. Acabei nem tirando fotos de Valença. Entre a muvuca do porto, carregar malas, olhar as meninas e correr para pegar o barco que sairia em 10 minutos, não deu.

Compramos o bilhete da lancha ali mesmo, pouco antes do embarque. Mesmo sendo alta estação, o barco não saiu lotado. Para economizar, compre a passagem de ida e volta junto e aproveite o desconto de R$10. Se comprar só a de ida e deixar para comprar a volta depois, custa R$35 cada e você corre o risco de não achar nada no dia e hora que deseja. A Dattoli permite uma troca de horário na volta grátis, até 2 horas antes do embarque. Na volta viemos numa lancha menor, com capacidade para 15 pessoas, e chegamos em 50 minutos.

image

image

Em Torrinhas o estacionamento custa em média R$15 por dia e a lancha R$30 ida e volta. A viagem de lancha rápida dura apenas 20 minutos mas em compensação dirigimos mais até chegar lá (um trecho da estrada é de barro). No fim das contas não sei se vale tanto a pena. Para quem vem de Barra Grande ou outro lugar no sul da Bahia sim.

O trecho que fizemos de carro, pode ser feito de ônibus. É só atravessar o ferry boat até Bom Despacho, na Ilha de Itaparica, e de lá pegar o ônibus até Valença. O trecho é feito pela Viação Cidade Sol e custa R$18, segundo eles a viagem leva umas 2 horas (mas acho que é mais por causa dos buracos na estrada). O ônibus te deixa na rodoviária de Valença e é preciso pegar um transporte até o porto.

Daí é só seguir de barco até Boipeba ou pegar o Expresso Boipeba, um ônibus que vai até Torrinhas. Esse ônibus parte da rodoviária de Valença. Na rodoviária de Salvador sai ônibus para Valença mas o tempo de viagem é maior e custo também.

Quem quiser ir de avião tem duas opções. A primeira é ir direto para Boipeba, com a empresa ADDEY, pagando em média R$340 por trecho mais R$10 para atravessar da pista de pouso até Boipeba (nem 5 minutos de barco). A outra é ir pela empresa Passaredo até Valença, pagando em média R$99 por trecho e de lá seguir como quiser para Boipeba. Ambos partem do aeroporto de Salvador. A Débora, do Gosto e Pronto, usou os serviços da Passaredo e contou sua experiência no post “Morro de São Paulo – como chegar“.

A nossa viagem foi bem tranquila, o percurso entre Valença e Boipeba é feito no rio, então o barco quase não balança. Ninguém ficou enjoado, nem precisou tomar remédio. Aproveitamos para apreciar a paisagem, olhar os pássaros e os pequenos povoados na beira do rio. Para as meninas foi tudo uma folia e gostaram muito mais do trecho no barco do que quando estávamos dentro do carro.

 image

image

P1010352-web

image Em Canavieiras, existem vários restaurantes flutuantes que servem ostras. Quem quiser pode agendar passeios para lá partindo de Boipeba.image

E finalmente chegamos na praia de Boca da Barra em Boipeba.

NIK_8829-web

image

Lancha rápida Dattoli – Telefone (75) 3641- 6030

Associação de Moradores de Boipeba – Informações turísticas sobre a ilha – http://ilhaboipeba.org.br

Viação Cidade Sol – Consulte preços e horários do ônibus para Valença – http://www.viacaocidadesol.com.br

Passaredo – https://www.voepassaredo.com.br

ADDEY Taxi Aereo – http://www.addey.tur.br

 

 

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. sabrina disse:

    hola livi, donde voces ficaron con las crianzas en boipeba, eb¡n Velha boipeba o Moreré. brigado sabrina

Deixe um Comentário