Explicando o que é “professores em work to rule”

Ontem todos os pais que tem filhos estudando na escola elementar (JK ao Grade 8) católica em Toronto, receberam uma notificação que os professores decretaram “work to rule”. Mas você sabe o que significa isso?

schoolbus-81717_640Os professores estão em processo de negociação de um novo contrato de trabalho e vem tentando chegar a um acordo com o Toronto Catholic District School Board (TCDSB) desde o ano passado. Como suas demandas não estão sendo atendidas, eles votaram, duas semanas atrás em favor de fazer greve. Os principais pontos de disputa são: corte de benefícios, corte de salários por causa de um novo sistema que o TCDSB quer implantat e diminuição do horário de almoço de 60 para apenas 40 minutos.

O que é work to rule?

O processo de fazer greve em si começa com o “work to rule”, que é na verdade uma espécie de greve parcial. Os professores continuarão dando aula normalmente mas não farão nenhum tipo de serviço considerado extra. Alguns exemplos:

  • Não haverá comentários nos boletins para explicar o progresso e as áreas que cada criança precisa melhorar. O boletim virá apenas com as notas;
  • Passeios escolares poderão ser cancelados (nesse caso a escola devolve o dinheiro). Também não irão planejar nenhum passeio para o início do ano que vem;
  • Professores não irão participar de atividades fora do seu horário de trabalho, incluindo reuniões;
  • Eles também não participarão da aplicação, nem correção de provas para o teste provincial EQAO (que avalia o desempenho dos alunos e escolas). Assim como o preparatório para esse teste. Ou seja, ano que vem ninguém vai saber como estão as escolas;
  • Distribuição de correspondência da escola;
  • Coletar de dinheiro para nenhuma atividade;
  • Participar em atividades extra-curriculares.

Como isso afeta os pais e estudantes?

As escolas irão continuar abertas e seus filhos continuarão indo mas os professores prestarão o serviço básico que é dar aula, passar dever de casa e aplicar as avaliações normais.

Se tiver qualquer evento que dependa dos professores, eles podem escolher não realizar. As medidas iniciais no processo de greve tentam minimizar o impacto nos alunos mas ao mesmo tempo causar um inconveniente para a administração.

Já fazem 15 anos desde a última disputa entre os professores das escolas elementares católicas e o TCDSB. De acordo com as professoras que conversei, se não chegarem a um acordo até o início do próximo ano letivo, em setembro, elas vão entrar em greve mesmo.

Eu sou a favor do que os professores estão pedindo, que não é nada demais. O TCDSB está tentando cortar gastos, para cobrir o rombo da má administração e do corte de verbas provinciais. Mas infelizmente a maioria das medidas propostas prejudicam os estudantes e/ou professores. No ano que vem alguns programas que beneficiam nossos filhos como o 5th Block (reforço de leitura), serão cortados.

Enfim, aqui também acontece essas coisas…No ano passado, tivemos isso na rede pública e na província de British Columbia os professores entraram em greve mesmo! Foi um caos.

Saiba mais sobre escolas e educação no Canadá

O boletim escolar no Canadá

FAQ: Matrícula e elegibilidade nas escolas elementares

Passo-a-passo: Como matricular seu filho numa escola em Toronto

Como é a alfabetização no Canadá

Como as crianças do kindergarten são avaliadas

O currículo do kindergarten

Curiosidades sobre a escola primária canadense


Acompanhe nossas dicas, passeios e novidades no Facebook Baianos no Polo Norte, Instagram @Livi_Souza, Twitter @BaianosNoPN e Google Plus Livi Souza

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. shell disse:

    Muito, muito bom! Vou usar muito as informacoes do teu blog agora que comecaremos a procurar por escolas! Eu ouvi falar que ao escolhermos a escola catolica existe um custo que e cobrado no imposto de renda (mas nao pesquisei e nao entendi direito). Tu saberias me dizer como isso funciona?

Deixe um Comentário