Minha experiência com gravidez, pré-natal e parto no Canadá

Hoje faço 25 semanas de gravidez. A barriga está imensa e sinto minha pequena mexer bastante, daqui a pouquinho já estará nos meus braços. As pessoas dizem que estou linda grávida mas sinceramente eu não acho. Não há mulher nesse mundo que fique bonita andando como pato e com um corpinho de cangurú. Desculpa mas é o que eu sinto.

A gravidez e o pré-natal

Essa gravidez está um pouco diferente da primeira. Não estou inchada como antes nem apareceu aquela linha preta na barriga mas o enjôo, as dores e os desconfortos são os mesmos. Por enquanto só engordei 6,8 kg, menos que antes.

Dessa vez estou sendo acompanhada por um obstetra especialista em gravidez de risco por causa do meu histórico. Já explico.

Na primeira gravidez fui acompanhada por midwives, que são enfermeiras parteiras.

Aqui quando existe suspeita de gravidez, vamos ao nosso médico de família para que ela peça um exame de sangue pra confirmar. Eu acabei fazendo 3 para acompanhar a taxa de hormônio e ter certeza que a gravidez ia para frente. Quando estava com 7 semanas ela pediu uma ultrassom. O procedimento padrão é apenas um exame de sangue e pronto, mas por causa do meu histórico ela foi mais cuidadosa.

Depois de confirmada a gravidez, somos encaminhados para um obstetra ou uma midwife (parteira com um diploma universitário). A escolha é nossa.

Na primeira gravidez eu fui numa obstetra horrível e detestei. Acabei mudando para uma equipe de midwives. Elas são muito mais atenciosas e dão um acompanhamento mais pessoal. As consultas são longas e as explicações detalhadas. Com elas podemos também escolher entre fazer o parto em casa ou no hospital. Elas incentivam que o parto seja o mais natural possível, sem anestesia. Aqui muita gente prefere assim e conseguir uma midwife não é muito fácil.

Todos os exames do pré-natal são os mesmos. Checam urina em todas as visitas, solicitam ultrassom morfológica do primeiro e segundo trimestre, fazem exames para detectar síndrome de down e problemas no tubo neural, exames de sangue e ginecológico.  Elas só não tem “autoridade” para receitar remédios (exceto vitaminas) ou aplicar anestesia. Se na hora H você quiser tomar anestesia ou tiver qualquer complicação é imediatamente transferida para o obstetra de plantão no hospital que a midwife atua. Nos primeiros dias após o parto, a midwife vai até sua casa para checar se está tudo bem, tirar dúvidas e ajudar com a amamentação. E acompanha mãe e bebê até 6 semanas pós parto.

Minha experiência foi boa até o momento que elas deixaram passar a proteína na urina a partir do sexto mês de gestação e o aumento de pressão nas últimas semanas. Mesmo questionando, me garantiram que estava tudo bem e que não precisava me preocupar pois elas estavam acompanhando.

Eu estava com um quadro de pré-eclâmpsia e elas esperaram até o úlimo minuto para me transferir para um obstetra. Depois de muita insistência da minha parte. Aqui a gente não pode simplesmente trocar de especialista (obstetra ou midwife), é preciso ser indicado.

Na verdade a minha transferência ocorreu porque a minha filha estava sentada e não tinha como ser parto normal. Nas últimas semanas de gravidez a minha pressão subiu bastante e chegou a ficar 17×9.

O susto no meu primeiro parto

A cesária foi marcada e no dia do parto, logo depois que a minha filha nasceu eu comecei a ter convulsões e apaguei. Tive eclâmpsia.

Foram momentos tensos para minha mãe e meu marido que acompanhavam a movimentação dos médicos como se fosse um episódio bizarro de Plantão Médico. Alarme disparando, vários médicos ao redor da minha cama e dezenas de agulhas sendo aplicadas nos meus braços e pernas.

Graças a Deus sobrevivi e a única sequela que tenho daquele dia é a falta de memória. Só lembro da minha filha nascendo e depois acordando no quarto.

Um obstetra para a segunda gravidez

Depois dessa experiência, preferi ser acompanhada por um obstetra e fui encaminhada para um dos melhores de Toronto, que trabalha no Mount Sinai. Ele só aceita pacientes com gravidez de risco e tem muita experiência com casos de eclâmpsia. Na primeira consulta ele ficou mais de meia hora conversando e me explicando sobre eclâmpsia. Até agora estou gostando e não tenho do que reclamar. Tomara que continue tudo assim.

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

11 Resultados

  1. Vera disse:

    Olá. Por favor, você sabe me informar quanto custa uma ultrassonografia obstétrica em Vancouver? É possível fazer como turista?

    • Livi disse:

      Oi Vera,

      Não sei quanto custa pois como residente uso o seguro de saúde canadense. Sobre o exame, você pode fazer como turista sim mas precisa ir primeiro em um clínico para que ele solicite.

      Se for só para ver o sexo existem umas clínicas particulares que fazem ultrassom 3D e normal que você pode ir direto. Mas eles dizem apenas o sexo do bebê e não avaliam o desenvolvimento.

  2. nalva disse:

    Olá,
    Livi, quero tirar umas dúvidas c vc…

  3. celmartin disse:

    Querida, estou de volta das voltas (maravilhosas) pela Zoropa e vim logo dar um Helo! Caramba, passa rapidinho! E sei bem como é essa sensação de se sentir em forma de mata-borrão! Mas sentir a coisinha se mexendo lá dentro da gente é uma benção! E que estória seu parto! Mas olha, pensei em vocês em todas as igrejas… e estão todos abençoadíssimos! Vai dar tudo certo! mtos bjos!

    • Livi disse:

      Querida que voltas maravilhosas essas. Vc deve estar nas nuvens e com aquele gás que ficamos depois de ver tanto lugar inspirador. Obrigado por pensar na gente nas igrejas, sinto sua energia positiva. Agora please coloca tooooodas as fotos no seu blog pq o mata-borrão aqui está doidinha para ver. Bjo grande

  4. Gina disse:

    Você está ótima e sua barriguinha ta linda. Mantenha o sal lá embaixo q vai dar td certo. Em breve teremos duas pimpolhas correndo pela casa e alegrando ainda mais nossas vidas. Pergunta pra Elena qual será o nome da irmãzinha. Bjão

  5. Sami disse:

    Eu estava com pressão alta,mas acho que era nervosismo porque depois que dei um piti em cima de minha mãe e ela melhorou os chiliques e mandei a intérprete da clínica catar coquinho minha pressão baixou de novo e está estável,tenho medido quase todo dia em casa!Sua barriga está bonitinha,não esta muito grande e redondona,tá igual à minha,baixinha!Esse negócio de grávida bonita é foda mesmo…kkkk Só os outros que acham,agente fica tão cheia de desconforto que fica se achando um monstrinho!rs Mas você está bem mesmo,não parece ter inchaço nem nada!Por enquanto só tive estria na bunda porque meu quadril cresceu quase 10 cm mas a barriga ainda esta pequena e parece que nem vai crecer muito ainda bem que nós temos quadril grande!!hehehe Quer que te mande os moldes por e-mail?! Eu fiz busca no google como ¨molde de sapato bebe¨ em imagens e aparece um monte de molde diferente. Bjoss na pança

  6. Edna disse:

    Amigaaaa, vc ta lindaaaaa gravida!!!!! Nao vejo a hora de colocar a _ _ _ _ _ _ (nao escrevi o nome pq nao sei se vc ja quer divulgar…. rssss) nos bracos!!!!
    Bjooooo!!!!!!

Deixe um Comentário