Roteiro de viagem para Toronto com crianças

Tenho recebido várias perguntas de pessoas viajando para cá com os filhos então resolvi montar um roteiro de viagem para Toronto com crianças, falando das principais atrações. O roteiro é focado para quem tem filhos mas pode ser usado por qualquer um.

1475843_619780871415974_497092227_n

Fiz um roteiro bem flexível, pois o tempo e a energia de quem tem filho pequeno é diferente de quem tem filhos maiores. Cada um pode adicionar, ou cortar atitividades de acordo com o próprio ritmo e interesses.

Os roteiros combinam as principais atrações, agrupadas por localização ou pela facilidade de ir de um ao outro, todos podem ser feitos em um dia com folga. Como algumas atrações externas não funcionam no inverno fique atento aos horários de funcionamento.

Se você vai visitar as principais atrações de Toronto o mais econômico é comprar o CityPass. Veja também outras dicas de como economizar nas atrações da cidade.

Clique nos links para mais informações e para ler posts que já escrevi sobre o assunto. Vamos lá!

Roteiro 1

Casa Loma – esse é o castelo de Toronto. Apesar de pequeno, acho bem bonito. Faça a visita pela manhã pois ele fecha mais cedo do que as outras atrações (17:00hs). A melhor forma de chegar lá é de metrô, é só saltar na Dupont Station e caminhar 800m pela rua. O castelo fica no alto então vai subir uma ladeira. Tem uma escadaria lateral (110 degraus) que diminui o caminho para 650m. Tem estacionamento pago para quem quiser ir de carro.

Onde comer

Almoce no café da Casa Loma ou siga para o ROM e almoce lá. Há opções de Fast Food na Bloor St próximo ao ROM ou restaurantes na Cumberland St. Você pode levar seu lanche, só não pode comer nos corredores dos museus.

Royal Ontario Museum (ROM) – Na minha opinião o melhor museu de Toronto, com várias atividades interativas para manter o interesse das crianças. As minhas filhas já foram lá inúmeras vezes e sempre pedem para voltar.

DSC_0121for-web

Opcional

Se couber no seu dia saia da Casa Loma, visite o Queen’s Park e depois vá andando até o ROM. Nesse caso almoce na Casa Loma para ganhar tempo.

Queen’s Park – É a sede do governo de Ontário e fica bem próximo ao ROM. O tour do prédio é gratuito e dura apenas 30 minutos, o que não vai tirar a paciência do seu filho. No verão eles fazem um tour especial para crianças com atividades e brincadeiras. A estação de metrô mais próxima é Queen’s Park, no bonde você salta na esquina da College St com University Ave.

image

Philosopher’s Walk – Entre o ROM e o Queen’s Park está o campus da Universidade de Toronto (UofT). A caminhada pelo campus é linda. A distância entre o Queen’s Park e o ROM por esse caminho é de 850m.


Roteiro 2

St. Lawrence Market – tome café e abasteça sua bolsa com lanches e frutas (fechado aos domingos e super cheio aos sábados).

Toronto Islands – O passeio de barco até a ilha nos proporciona um ângulo diferente de Toronto. O parque de diversões é sucesso garantido com os pimpolhos menores. Você pode alugar bicicletas ou quadriciclo para dar uma voltinha no resto da ilha. Dá para ficar lá o dia inteiro ou não. Atenção: não há nada pra fazer na ilha no inverno, a não ser caminhar, o serviço de ferry só funciona do lado residencial e o parque fica fechado.

Onde comer

Quando voltar da ilha há alguns restaurantes perto do terminal de ferry que recomendo e são super family-friendly. Os nossos favoritos são: Marché, Hot House e Jack Astor (front St/ Church).

imageFoto: Aaron Webb via Flickr Creative Commons 

Tem também o The Old Spaghetti Factory, que é um restaurante familiar de comida italiana com decoração super diferente. Eles não servem pratos refinados mas a comida é boa e o preço justo. Endereço: 54 The Esplanade, Toronto

Opcional

Se sair cedo da ilha e tiver pique vá ao Distillery District ou Harbourfront Centre (consulte a programação e confira se há festivais direcionados a famílias). Nesse caso eu recomendo os restaurantes El Catrin ou Amsterdan Brewhouse.


Roteiro 3

High Park – No fim de abril ou início de maio as cerejeiras do High Park desabrocham e a paisagem é belíssima (Cherry Blossom). O parque tem um mini zoológico, trenzinho que roda o pelas trilhas e um parquinho enorme que minhas filhas adoram, o Jamie Bell Playground. Grenadier Cafe é o único restaurante do parque mas perto do Jamie Bell sempre tem food trucks que vendem sorvete, cachorro quente, etc. Com excessão do trenzinho ($2) e Colborne Lodge ($7 adulto e $3 crianças a partir de 4 anos) as outras atrações do parque são gratuitas. O estacionamento também é gratuito porém limitado e super disputado nos fins de semana e durante o festival das cerejeiras. O metrô mais próximo é o High Park.

NIK_5081-web

Visite o parque pela manhã e depois siga de metrô ou taxi para o Aquário e CN Tower no fim do dia. Há um caminho que liga a Union Station ao aquário e CN, procure as indicações para o SkyWalk, muito útil em caso de chuva ou frio.

Ripley’s Aquarium – Aconselho comprar o ingresso com pelo menos 24hs de antecedência, online ou diretamente no aquário. Dependendo do dia ele fica bem cheio e os ingressos ficam esgotados.

NIK_7719-web

CN Tower – Os ingressos comprados online são mais baratos mas precisam ser comprados com pelo menos 24hs de antecedência. Não sei se compensa para quem tem cartão de crédito brasileiro por causa do IOF e taxa de câmbio. Na maioria das vezes há fila para subir e descer, veja no post as dicas com os melhores horários para subir e onde é que fica o parquinho da CN Tower.

Onde comer

Além dos restaurantes do roteiro 2, que ficam próximos, tem um café na base da CN Tower, outro na parte de cima e o famoso restaurante giratório (que dá a subida gratuita para clientes que consumirem pelo menos um prato principal do menu).

Opcional

Se o dia estiver frio ou chuvoso, visite o ROM e o Eaton Centre ao invés da ilha. No caminho para o aquário se descer na Union Station, dê uma olhada no saguão principal, que é bem bonito.


Roteiro 4

City Hall – prédio da prefeitura de Toronto. Suba a rampa lateral e visite o jardins. É em frente a ela que estão as letras de Toronto. As criaçnas curtem muito correr ali por causa do espaço. Durante o inverno a fonte se transforma numa das pistas de patinação mais tradicionais da cidade. Do lado, está o Old City Hall, prédio da antiga prefeitura. Siga pela Queen St em direção a Yonge St até o Eaton.

Foto: domínio público

Eaton Centre – o shopping mais tradicional e famoso da cidade. Merece a visita mesmo que você não vá as compras. Se visitar na época de Natal a decoraçào deles é linda, e em 2016 colocaram uma árvore gigante (maior do país). Nessa época também é quase que obrigatório visitar a vitrine da loja The Bay com maquetes animadas. A loja está do lado de fora, na Queen St entre a Bay st e Yonge St..

Toronto Yonge-Dundas SquareFoto: Pedro Szekely via Flickr Creative Commons

Yonge-Dundas Square – é o nosso equivalente ao Times Square. Tem várias lojas e restaurantes ao redor, incluindo uma Future Shop (eletrônicos).

Onde comer

Dentro do Eaton há vários restaurantes legais, tem também o Jack Astor’s no alto da Yonge- Dundas Square, o Hard Rock Café, o Joey Eaton e a Steakhouse The Keg Mansion.

Opcional

Visite Chinatown, pegue o bonde no Dundas Square sentido Dundas West ou Roncesvalles e salte na Spadina Ave. É um ótimo lugar para comprar souvenirs. O Kensington Market fica ali do lado e se ainda tiver fôlego dê uma passada lá. Recomendo para crianças maiores e adolescentes.

Se você gosta de arte vá a Art Gallery of Ontario (AGO).  Eu gostei muito de lá mas não achei muito apropriado para ir com crianças pequenas.

Outro lugar interessante para ver é o Osgood Hall mas recomendo para ir com crianças mais velhas. As pequenas não vão curtir, a não ser que seja um dia de evento especial como o Doors Open, que tem atividades infantis.


Roteiro 5

Ontario Science Centre – o centro de ciências é uma das atrações favoritas das minhas filhas pois elas podem mexer em tudo e ainda tem uma área dedicada para crianças menores. Evite ir nos fins de semana pois fica simplesmente lotado!DSC_8203-web

Zoológico – o zoológico de Toronto é enorme e pode separar um dia inteiro para visitá-lo. Dentro do zoo há um trem que transporta os visitantes de um lado para o outro e apesar de ser pago a parte eu recomendo.

Opcional

Se você for no Ontario Science Centre vai ter o fim do dia livre para fazer outra coisa. Eles fecham as 17h mas você com certeza vai acabar a visita antes.


Roteiro 6

Vaughan Mills – é o melhor outlet da cidade em minha opinião. No verão, há dois ônibus gratuitos saindo da Union Station, um às 10 e outro às 13 horas. As vagas são limitadas, veja o site vaughanmills.com para mais informações. Leia também esse posts com dicas para economizar nas compras.

Legoland – está localizada dentro do Vaughan Mills, mesmo que você não vá as compras pode aproveitar o shuttle para se locomover até lá. Programe pelo menos duas horas para a atração. Deixe para visitar a Legoland por último, assim você reconhecerá vários lugares na Miniland, maquete de Toronto feita de Lego. Para entrar na Legoland é preciso estar acompanhado de crianças, adultos sozinhos só entram quando tem evento de adultos. Eu indico para crianças de 5 anos em diante, a não ser que seu filho pequeno já seja super ligado em Lego.

lego1web

Onde comer

Do lado de fora do Vaughan Mills tem um restaurante italiano que eu adoro chamado Marcello’s. Além desse tem o Montana’s e o The Keg que também dá para ir caminhando. Se estiver de carro tem 4 restaurantes legais que recomendo na HWY400 com a HWY7, Jack Astor’s, Moxie’s Grill, Millestone’s Grill e Makimono (bem provável você me encontrar lá no fim de semana). Dentro do Vaughan Mills tem a praça de alimentação para quem busca algo rápido e barato, tem Tim Hortons e o Pickle Barrel, que eu gostava da comida mas ultimamente caiu em qualidade.


Roteiro 7

Canada’s Wonderland – Fica próximo ao Vaughan Mills e funciona de maio a outubro. Ele tem áreas dedicadas para crianças, além dos brinquedos mais punks. O parque é sempre cheio, especialmente no fins de semana. Para quem quer brincar nas montanhas russas sem perder tempo em filas existe a opção Fast Lane e Fast Lane Plus, custam $40 e $55 além do preço normal do ingresso. Veja mais informações no post sobre como planejar seu passeio para o Canada’s Wonderland. É um programa para o dia inteiro

wonderland1wonderland-43

Onde comer

Dentro do Wonderland ou nos restaurantes do roteiro 6.


Roteiro 8

Um passeio imperdível para quem vem a Toronto é Niagara Falls. Além das famosas cachoeiras eu também recomendo a cidade vizinha, chamada Niagara-on-the-lake, uma cidade bem charmosa, animada, com restaurantes e várias vinícolas onde é possível degustar vinhos locais.


Espero que minhas sugestões de roteiro de viagem para Toronto com crianças ajude no planejamento de sua próxima aventura. A cidade tem muito para ver e se alguém tiver dúvida sobre algo que não falei é só deixar uma pergunta nos comentários. Veja nas categorias Toronto, Ontário e Quebec outros passeios e viagens para fazer partindo daqui.

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

22 Resultados

  1. bruna disse:

    Livi, estou indo do fim
    Do mês com meu filho de 1 ano e 8 meses. Algum desses parques não vale pra ele? Só para crianças maiores?
    Obrigada, bruna

    • Livi disse:

      Oi Bruna,

      Eu acho que de todos a Legoland é a única que não vale a pena porque não tem muito para crianças da idade do seu filho. Os outros lugares vale a pena porque você também vai aproveitar. Beijos

  2. Eline disse:

    Oi Livi! Minha família e eu pretendemos ir em maio/2017 conhecer Toronto. Esses roteiros são bons para um garoto de 12 anos ou você recomenda mais alguma atração? Nesse período, o clima também é bom ou ainda faz frio? Somos baianos também e queremos conhecer essa terra que você fala tão bem. Parabéns pelo site!!

    • Livi disse:

      Oi Eline,

      Eu tiraria a Legoland porque não vai ter muita graça para ele. Se ele curtir museus e ciência, o ROM e o Science Centre serão interessantes. O Canada’s Wonderland ele vai adorar. Veja o Hockey Hall of Fame, que é um museu dedicado ao Hockey, pode ser que ele se interesse. Dá uma olhada também no Medieval Times que é jantar mais show, fomos lá ontem e adoramos. Tô preparando o post com as dicas.
      Beijos

  3. Pedro disse:

    Oi Livi, sou um baiano também, estou pesquisando uma universidade para estudar no Canadá.
    Tenho uma filha de 2 anos e uma outra que está na barriga de minha esposa ainda.
    Por isso encontrei seu post, procurando saber como é a vida das crianças no Canadá.
    O frio dos 6 meses de inverno é o que mais me preocupa.
    Como é a vida dos pequenos ai em Toronto? Pelo post já vi que os passeios são ótimos, mas e o dia a dia? A rotina?
    Te agradeço se você puder me dizer um pouco sobre esse assunto. Estou começando a pesquisar tudo agora.

  4. Adorei este post. Super curto montar roteiros de viagem e especialmente agrupar as atrações por região. Se possível, curto mesmo é caminhar muito entre elas. Estamos quase nos livrando do carrinho para o nosso filhos menor. Beijo Livi.

    • Livi disse:

      Muito obrigado Adriana! Quando começamos a montar o roteiro já estamos viajando heim, adoro!
      Nossa no dia que me livrar de vez do carrinho será uma felicidade viu. A minha mais nova tem 4 e ainda usa, a de 6 já vai andando na maioria das vezes.
      Beijos

  5. Silvia Caglieri Miguel dos Santos disse:

    Bom dia Livi! Acabei de conhecer o seu blog. Gostei muito. Estamos indo meu marido e filho de dois anos na próxima quinta para Toronto (10/03) A viagem foi decidida de última hora e estou um pouco confusa. Meu marido vai a trabalho e ficarei com o pequeno para passear. Porém ainda está muito frio e muitas destas atrações não estarão abertas. O que vc me aconselha? desde já agradeço a atenção.

    • Livi disse:

      Olá Silvia,
      Com excessão do Canada’s Wonderland e parque da ilha, todas as outras atrações estão abertas. Se quer evitar ficar do lado de fora vá nos museus, aquário, Science Centre, CN Tower, Legoland e as outras atrações indoors. Em Niagara acho que vale a pena a visita, mesmo que para uma olhadinha rápida.
      A previsão é que a temperatura suba um pouco no fim de semana aí vocês poderão aproveitar mais 🙂
      Boa viagem para vocês!

  6. Andrea disse:

    Olá! Tenho um bebê de 1 ano e 9 meses… e queríamos viajar para o Canadá. Qual cidade você sugere para irmos?

  7. erikantunes8@gmail.com disse:

    Olá,
    Meu marido vai a trabalho dia 30/05/15 e eu vou depois, no dia 06/06, o que você aconselha, levar ou não minha filha de 4 anos? Tenho receio que não tenha muitas coisas para fazer com ela na cidade. E nós ainda não conhecemos o Canadá, e queriamos explorar um pouco, pois meu marido é aquele tipo que pega um guia, sai de manhã do hotel e retorna só a noite….

    • Livi disse:

      Olá Erika,

      Acho que vai depender muito do estilo de viagem que querem fazer, Toronto tem muitas atrações voltadas para crianças, assim como as outras cidades grandes do Canadá. Eu sempre viajo com minhas filhas 🙂

  8. Leonor disse:

    Queremos conhecer o Canadá em julho/2015 (casal + filha de 11 anos que topa tudo!!rsrs), ficando uns 10 a 13 dias – depois vamos a NY. Adorei suas dicas! Quero saber se vc pode nos ajudar… Estamos na dúvida se ficamos mais na região de Toronto e Montreal ou se incluímos Vancouver, que é beeeem longe! O que vc acha? Na verdade, queríamos visitar algum parque pra ver animais diferentes, ursos, essas coisas. E tb estou pensando em ficar 1 ou 2 noites em Niagara-on-the-lake. Gostamos de ficar em lugares onde as pessoas só passam, entende? Se tiver sugestões a dar, agradeço. Abs.

    • Livi disse:

      Oi Leonor,

      Em 10-13 dias eu escolheria apenas um dos “lados” do Canadá pois tem muita coisa para ver. Se escolher o leste, pode ir de Toronto a Quebec City, passando por Ottawa. Entre Ottawa e Montreal tem um parque chamado Omega, que tem ursos, bem legal. Outra opção para ver natureza e animais diferentes seria visitar o Algonquin Park, norte de Toronto. Dá para ir até Ottawa passando por lá, a viagem só é mais longa.

      No oeste canadense, tem Vancouver e a região de Alberta, Jasper e Banff. Nós alugamos um motorhome para passear por lá no fim de Junho. Se optar por esses passeios olhe com bastante antecedência pois a disponibilidade de hotéis e motorhomes se esgota rapidinho. Alugamos o nosso na Canadream.

      Qualquer coisa estou por aqui:-)

  9. Ana disse:

    Perfeito! Dicas anotadíssimas! Eu fui em Toronto quando tinha 16 anos e não lembro de muita coisa. Mas adorei as dicas, porque vamos praí em agosto!!! 🙂 Quero te ver, hein? 😉

    • Livi disse:

      Uhuuuuu! Encontro marcadíssimo. Depois me fale as datas para eu me programar. Aos poucos vou dar uma melhorada nesse roteiro e detalhar as atrações 🙂

      • Ana disse:

        Beleza. Eu sei o período do mês, mas ainda não sei se vamos primeiro pro Quebec ou pra Toronto. Assim que eu fechar o roteiro, eu te aviso e a gente marca o encontro. 🙂

  10. gustavo_horta disse:

    Estive em Toronto com a minha mulher quando fizemos 20 anos de casados. Hoje, com 36 anos ou 16 anos depois, uma vontade grande de um dia, eventualmente voltar. Passeamos bastantes entre Toronto, Quebec e Montreal, não sem passar por Berthierville (acho que é assim que se escreve), a cidade dos Villeneuve, onde pudemos visitar o pequeno museu e passear às margens do Rio São Lourenço!
    Bom demais.
    E seu blog me permitiu estar aí de novo!
    Agradeço!
    Felicidade. Sempre.
    Gustavo Horta

    • Livi disse:

      Oi Gustavo,
      Que bom que gostou do post e com ele pode reviver boas memórias. Fiquei curiosa com a cidade dos Villeneuve, não conheço e já vou pesquisar agora!
      Obrigado pela visita
      Um abraço e tudo de bom para vocês aí também

Deixe um Comentário