Sobre o coronavírus no Canadá e a reação da população

Como várias pessoas estão me perguntando sobre o coronavírus aqui em Toronto então achei melhor fazer um post para esclarecer o que está acontecendo por aqui.

No momento que escrevo esse post temos 29 casos confirmados de coronavírus (COVID-19) no Canadá, sendo 20 em Ontário, 1 em Quebec e 8 em British Columbia. O primeiro caso foi registrado no dia 25/1, em Toronto, e até o dia 19/2 tinham sido registrados apenas 8 casos em todo o país, todos relacionados a viagens para a China. Os demais foram diagnosticados a partir do dia 20/2 e e estão ligados a viagem ao Irã e Egito. Do total de 27 casos no país, 12 apareceram na região da GTA nos últimos 4 dias.

Coronavirus

Apesar da preocupação, a vida segue normal e não há nenhuma recomendação especial, além de lavar as mãos com frequência, evitar tocar no rosto, espirrar ou tossir num lenço do papel ou na manga da camisa. O Health Canada não indica máscara para quem está saudável.

Se você viajou, ou teve contato com alguém que viajou para algum país onde há um surto do vírus, e apresentar algum sintoma como febre, tosse ou dificuldade para respirar, ligue para o seu médico ou hospital mais próximo, para que eles te orientem sobre o que fazer.

O governo do Canadá recomenda evitar viagens para áreas onde há epidemia de coronavírus como China, Coreia do Sul e Irã. A lista atualizada pode ser vista aqui.

Por hora, nós achamos melhor suspender nossas viagens de avião e vamos passear por aqui mesmo. Mas isso não é uma recomendação, é uma opção pessoal. Acho que cada um deve avaliar a situação e escolher o que achar melhor.

Aprendendo com os erros da epidemia do SARS em Toronto

Talvez muitas pessoas não saibam mas em 2003 houve uma epidemia de SARS no Canadá. Esse também é um tipo de coronavírus. No total 438 pessoas foram infectadas e 44 morreram, sendo que a maioria delas estava na região da Grande Toronto. Na época ninguém estava preparado e não haviam informações disponíveis. Demorou para eles implementarem um plano de ação, orientar a população e vestir os profissionais da área de saúde com equipamentos de proteção apropriados. Por causa disso, muitos ficaram doentes e alguns morreram.

No começo da epidemia, chegaram a fechar alguns hospitais de Toronto e mais a frente suspenderam os serviços não essenciais de todos os hospitais de Ontário.

Toronto entrou na lista negra do turismo e os turistas desapareceram da cidade. Depois que a epidemia passou, foi preciso um grande investimento e muito marketing para trazer os visitantes de volta. Foi a época que vi a cidade mais vazia.

Com o novo coronavírus percebo uma diferença enorme, a começar pela troca de informações com outros países e com a população. Isso me tranquiliza, de uma certa forma, pois sei que eles estão mais preparados para lidar com uma epidemia.

No site do Health Canada tem atualizações diárias do que está acontecendo e orientação para a população. Nos principais jornais também (CBC, National Post, The Globe and Mail, entre outros).

Como a população está reagindo ao coronavírus

Semana passada a ministra da saúde canadense disse que, apesar do risco de uma epidemia no momento ser baixo no país, as pessoas deveriam se preparar para uma possível crise, estocando comida, remédios e gêneros de primeira necessidade.

Esse comentário foi a gotinha d’água que faltava para algumas pessoas se desesperarem. Como nos últimos dias houve um aumento rápido no número de casos, todo mundo ficou mais tenso. Depois do comentário da ministra, muitas pessoas começaram a comprar feito loucas, e alguns produtos começaram a voar das prateleiras dos supermercados.

coronavirus

Concordo que precisamos estar preparados para uma possível emergência, mas sem desespero. Basta se planejar! Eu também abasteci a minha despensa, mas não senti necessidade de comprar como se fosse o fim do mundo.

Comprar numa loucura desenfreada só gera pânico, confusão e prateleiras vazias pois os mercados não conseguem repor o estoque com a mesma rapidez com que eles são vendidos.

Ontem pela manhã fui no Costco e fiquei surpresa com o tamanho da fila para entrar, logo na hora que abriu. Motivos: primeiro pelo número de pessoas e segundo porque eles estavam desinfetando todos os carrinhos de supermercado, um por um, antes da gente entrar na loja.

Lá dentro pude constatar como muitas pessoas estão em pânico e comprando tudo que está pela frente. Sei lá porque mas o item que enchia os carrinhos de todo mundo era papel higiênico. Sim papel higiênico. Era tanta gente comprando papel higiênico que eu fiquei com medo e comprei também. Ou seja, o pânico de um acaba inevitavelmente influenciando o outro.Coronavirus

Vi algumas prateleiras se esvaziando rapidamente e aquilo foi me dando um medo. Só conseguia pensar: ”será que comprei suficiente?”, ”será que vai faltar comida?”, ”será que estou sendo muito otimista ou as pessoas estão exagerando?“.

Depois fui no supermercado Metro para comprar outras coisas e percebi que estava mais movimentado do que o normal porém  nem se compara à loucura que estava no Costco. Me tranquilizei.

Algumas amigas, que foram mais tarde, encontraram prateleiras vazias em alguns Costcos e mercados da cidade. Produtos em demanda são enlatados, macarrão, produtos de higiene pessoal, álcool gel, remédios como Advil e Tylenol.

Como se preparar para uma emergência

Independente da situação, acho válido estarmos preparados para qualquer tipo de emergência. Ter um plano. Eu já vivi situações aqui no Canadá como epidemia do SARS, blackout de 2003 e blackout de 2009 (no inverno).

No caso do coronavírus, é recomendável ter o suficiente para se manter por umas 2 semanas, sem precisar sair de casa, se alguma coisa acontecer. Pelo menos foi o que li. Algumas pessoas estão falando na internet que compraram comida para 1 ano. Que loucura!

Eu fiz um mercado mais gordinho e estoquei alimentos e itens de primeira necessidade. Comprei alimentos não perecíveis, alguns para congelar, remédios, papel higiênico, pasta de dente extra, sabonete, etc. Não comprei água pois uso filtro. Aqui em casa também temos velas, fósforos e lanternas com pilha, pois temos trauma de apagão.

Acho que não existe uma lista que sirva para todos, vai de acordo com o que cada um consome em casa. Se você normalmente faz um mercado para o mês, não precisa se preocupar, basta manter o seu estoque. Se você faz compras toda semana, talvez fosse melhor comprar um pouco a mais para durar pelo menos duas semanas, caso necessário. Eu fiz o mercado com comida extra para 1 mês.

Acho que devemos continuar acompanhando atentamente todas as notícias (em fontes confiáveis) pois a situação pode mudar de um dia para o outro, tomar os cuidados recomendados pelos órgãos de saúde e seguir com a vida normal.

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida em Toronto

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. adriana disse:

    Olá muito legal compartilhar essas informações. Tenho uma filha com tudo pronto para fazer intercambio aí no Canada, NANAIMO.
    Porém gostaria muito de saber como está a cidade e as reais expectativas sobre aulas presenciais ou a distância? Se o distrito tem muitos casos etc….
    Agradeço muito sua ajuda.
    Adriana

    • Livi disse:

      Oi Adriana,

      Nesse momento a província de British Columbia tem pouquíssimos casos, o último relatório que vi dizia que havia apenas 1 novo caso. Sobre o intercâmbio a empresa onde você comprou o pacote com certeza poderá te informar a situação da escola.

  2. Samuel Rocha disse:

    Ótimo post! Muito bem escrito e elaborado!

  3. Elane Dutra disse:

    Ei Livi!
    Aqui no Brasil parece tranquilo… pelo menos no meu Estado. Embora em algumas farmácias esteja faltando álcool em gel e máscaras.
    Eu estou muito tranquila, pois já tomo os cuidados básicos, sempre lavo as mãos assim que chego em casa, sempre tenho álcool 70 em gel em minhas bolsas, e se preciso expirra… expirro dentro da minha roupa. Só que aqui no Brasil no geral… nós brasileiros temos o péssimo hábito de expirra na cara do outro… soar o nariz sem proteção.
    Vi hoje uma reportagem, que não precisamos nos preocupamos muito… até porquê nos próximos 60 dias todo mundo vai estar com o vírus Coronavirus. E que a gripe por exemplo mata 2 milhões de pessoas por ano no mundo.
    Penso que precisamos nos alimentamos bem, fazermos atividades física regularmente, para que nosso organismo posso atacar esse ou qualquer outro vírus.

Deixe um Comentário