Intercâmbio familiar em Toronto

intercambio-1 Tenho lido vários relatos de gente que veio fazer intercâmbio no Canadá. Mas a maioria das pessoas que conheço e acompanho no mundo virtual são solteiras ou sem filhos. Então, adorei quando uma leitora do blog me contou que estava estudando em Toronto por um ano com seu marido e filhos.
Hoje nos encontramos para um bate-papo (e voltinha no shopping que mulher não é de ferro) e ela, com muito boa vontade me ajudou a escrever esse post contando sobre sua experiência, adaptação das crianças e o que eles aprenderam com tudo isso.

Uma breve Introdução

 A Kelly é casada com o Marco e tem dois filhos, o Júlio de 11 anos e a Carol, de 10. Em 2011 ele passou no vestibular para sua terceira graduação, Engenharia Elétrica. No mesmo ano foi lançado o programa Ciências sem Fronteiras (CsF) e desde então ele começou a se preparar para tentar ingressar no programa. Em 2013 fez sua inscrição e diante da possibilidade de aprovação veio com a família conhecer e aprender mais sobre o Canadá.
Mesmo enfrentando um friozão de 50 graus negativos gostaram tanto do que viram que escolheram a cidade para o intercâmbio. Após receberem o ok do programa correram atrás da documentação necessária e compraram a passagem. O planejamento foi todo feito por eles, sem ajuda de nenhuma agência de intercâmbio.
intercambio-2
Com a família em frente ao City Hall (prefeitura de Toronto)intercambio-3

Qual a documentação foi necessária?

O CsF dá direito a tirar visto de estudo e trabalho. As crianças e eu viemos com visto de turismo que posteriormente foi estendido por mais 6 meses, até completarmos um ano. Com a aprovação do CsF, foi mais fácil tirar o visto, já que a carta de custeio fornecida serve como comprovação financeira e de vínculos com o Brasil.
Tivemos também que providenciar autorizações para viagem com menor de idade sem um dos pais, já que o marido veio antes para resolver a questão da moradia. Aproveitamos e também pedimos o visto americano antes de sair do Brasil.
Consulte a lista de documentos e requisitos necessários para tirar o visto de turista canadense

Como foi a escolha de moradia?

 Não foi fácil não. Sem histórico de crédito foi complicado alugar imóvel em Toronto. Estávamos procurando algo com preço e localizado perto da universidade e escola escolhida para as crianças.
A sorte foi que o Marco veio dois meses antes e tem uma irmã morando na cidade, que serviu de fiadora para o aluguel. Conseguimos um bom apartamento de dois quartos perto da estação de metrô St Clair West. Ele mobiliou com o básico, mas o básico mesmo já que era apenas para um ano. Quando chegamos já estava tudo pronto e as crianças já matriculadas na escola. Chegamos numa quinta e na segunda eles já estavam indo pra aula.

Como estão se mantendo durante esse período de intercâmbio?

Além de ter os custos da universidade cobertos pelo programa CsF os alunos recebem uma pequena ajuda de custo, que no nosso caso foi suficiente para cobrir os custos do aluguel. O restante das despesas ficam por conta dos recursos que transferimos do Brasil e algumas economias.

Qual universidade seu marido cursou?

Ele foi aceito pela Universidade de Toronto, que é uma das melhores, e possui uma infra estrutura incrível! O CsF usa uma agência canadense chamada CBIE, que é conveniada com várias universidades, inclusive a UofT.

Como está sendo a adaptação das crianças na escola? Eles tem algum reforço do tipo ESL?

 A escola deles é pública e não pagamos nada além dos passeios (assim como todos os outros alunos). Todos os alunos que não falam o idioma entram no programa de Inglês como Segunda Língua (ESL), não são todas as escolas possui o prograna, por isso escolhemos uma que tinha.
A adaptação das crianças foi a melhor possível, no primeiro mês o Júlio se virava bem com um amiguinho cubano e em 3 meses ele já estava com um inglês amazing, como disse a professora. Posso dizer que fluente ele já estava com 5 meses aqui, a Carol ficou um pouco mais retraída mas também já é fluente, fico muito orgulhosa dos 2!
Para saber o que é preciso para estudar gratuitamente numa escola canadense veja esse post.

O que você está achando do sistema educacional canadense?

Considero o sistema educacional muito bom, mas percebo que o Brasil não está atrás e até as crianças estavam um pouco adiantadas em conteúdo em relação aos daqui. Eles foram matriculados no mesmo ano que faziam quando saíram do Brasil, terceiro e quarto ano (cursaram apenas o primeiro semestre lá), mas no primeiro dia de aula eles foram avaliados e “promovidos” para a série que ainda fariam no Brasil. Deste modo, estamos voltando agora para o Brasil e eles continuarão como se não tivessem interrompido os estudos.

E você, fez algum curso de inglês?

 Sim, estudei alguns meses no programa ESL para adultos da escola pública Bickford Centre. Esse é um programa gratuito oferecido pelo TDSB.
Infelizmente, tive que sair porque tenho muitas dores musculares por consequência de um problema de saúde. Caminhar do metrô até a escola estava me deixando com muitas dores e, além disso, quis me dedicar a cuidar da família, uma prioridade pra mim.

Sobre a cidade e a vida em Toronto, o que mais gostam e não gostam? Tiveram um choque cultural muito grande?

O que mais gostamos é a sensação de tranquilidade e segurança (não temos medo de violência nas ruas). O meu maior encantamento é com a eficiência do transporte público. Não tivemos choque cultural, viemos preparados (muito planejamento) para possíveis dificuldades e não tivemos surpresas ruins, já que passamos dois meses aqui um ano antes.

Aqui você é o que você é e não o que você tem, rico e pobre convivem com pouca diferença de status, um executivo de uma grande empresa pega tranquilamente o metrô pra ir trabalhar … e o filho do faxineiro vai conviver harmoniosamente com o filho do executivo na aula de natação do community centre (centro comunitário), que é um ótimo centro de convivência e socialização entre várias culturas.

Alguma dica para quem planeja fazer o mesmo?

 Duas dicas essenciais :
  • Primeiro pesquise muito, mesmo antes de viajar. Sobre tudo que puder encontrar: transporte, criminalidde, melhores bairros, saúde, etc. Não deixe isto nas mãos dos outros.
  • Segundo, tenha um orçamento planejado e mantenha-se nele. Nós estamos voltando para o Brasil sem termos gasto um centavo além do planejado. Todo dia vejo o marido fazendo contas em sua planilha e me dizendo que estamos indo bem, mesmo com a alta do dólar.

O que vocês vão levar dessa experiência?

Nosso principal objetivo foi muito bem cumprido, meus filhos não aprenderam só inglês, agora eles têm ciência da importância do trabalho em equipe e voluntariado para ajuda ao próximo (que é muito ressaltado na escola e que não vemos muito no Brasil). Além disso aprenderam sobre uma cultura diferente da nossa, como conviver com a diversidade e como respeitar as diferentes culturas que estão em Toronto. Eles até já falam em retornar para fazer a High School aqui.

O marido irá terminar seu curso no Brasil e está cheio de idéias, por conta do trabalho voluntário que ele fez durante o estágio, e quer fundar uma ONG. Eu fico curtindo tudo isto e sendo muito feliz.

intercambio-4

Selfie que tiramos hoje no shopping

Eu adoro quando os leitores comentam e quando posso conhecer um pouco sobre ele, como a Kelly. Sou muito grata por ter esse blog, que já me deu a oportunidade de conhecer tantas pessoas maravilhosas. Querida, muito obrigado por compartilhar conosco sua experiência de intercâmbio familiar em Toronto e pelo encontro de hoje. Desejo muito sucesso e uma boa viagem de volta!

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

15 Resultados

  1. Sheilla de Oliveira Faria disse:

    Muito legal seu Blog! Parabéns. Adorei a entrevista. Estou em vias de ficar em 2018/2019 em Toronto com a família também (Doutorado Sanduíche). Tenho duas filhas (hoje com 2 e meio e 5 anos). Espero que de tudo certo também. Beijos

  2. Meire Lourenço Nogueira disse:

    Nossa que experiencia legal! Eu e minha familia estamos querendo passar uns 3 meses em Toronto para estudar ingles, voce saberia me dizer como ficam as crianças nesse tempo? Eles podem estudar na escola publica? Obrigado pelas dicas no blog, estou adorando ler!

  3. Oi Livi, que post maravilhoso! Eu estou organizando um congresso online sobre intercambio familiar, vc ainda tem contato com a kelly? queria convida-la para palestrar e falar um pouco sobre a experiência dela

  4. Olá, caso meus derem certos serão serão “baianos e capixabas no polo norte. Parabéns pela matéria, espero poder conhece-las pessoalmente. Abraços.

  5. Alexandra disse:

    Bom dia!! Obrigada pelo retorno Livi !!

  6. Ana Rita Oliveira disse:

    Ola, estou na mesma situacao. Morando em Toronto com dois filhos (10 e 6 anos). Eles estudando em escola publica catolica para aprender ingles. Eles nao falam praticamente nada e essa primeira primeira semana estao meio perdidos na sala. Ficaremos aqui por um semestre. Sera que eles conseguem aprender? Preciso estudar ingles tambem mas nao achei nenhum curso gratuito para visto de turista. Conhece algum?
    Agradeco seu retorno.

    • Livi disse:

      Olá Ana Rita,

      O TDSB e o TCDSB oferecem cursos de inglês para adultos. Pelo que sei, o curso é fornecido gratuitamente para imigrantes mas se você veio acompanhando o marido que tem visto de trabalho ou estuda na Universidade/College você pode conseguir estudar gratuitamente. Olha esses links e vê a escola mais próxima da sua casa (talvez até na escola dos seus filhos tenha). Vá lá e converse diretamente com eles. Boa sorte!

      Abraços
      Abraço

  7. Gabi disse:

    Que história incrível, morei em TO pelo CSF também, e só tenho boas lembranças da universidade, dos amigos que fiz, e da experiência maravilhosa que foi. Muito legal conhecer a história de outras pessoas que também fizeram parte desse programa, que foi um grande investimento do governo federal na educação! 🙂

    • Livi disse:

      Oi Gabi,
      Obrigado pelo comentário! A história incrível deles não cabe num post. Essas experiências de intercâmbio são tão fantásticas, fico apenas triste em saber que agora o governo cortou a verba de tantos programas como esse. Espero que isso se reverta e que no futuro outras pessoas possam ter a chance de fazer o mesmo. Beijos

      • Gabi disse:

        Sim, é uma pena mesmo que o programa tenha sido congelado, mas pelo que eu li foi porque o dólar está muito alto, estou na torcida para que ele volte logo e mais brasileiros possam participar!
        Obrigada por compartilhar conosco um pouco da história dessa família, grande beijo!

Deixe um Comentário

Close