Blue Mountain: Scenic Caves e Ponte Suspensa

No post anterior contei sobre o nosso passeio na vila de Blue Mountain. Depois do almoço seguimos para o parque Scenic Caves, que fica bem próximo da vila, bem no topo da montanha. Ele é bem organizado e conta com uma infra-estrutura incrível para quem gosta de ficar em contato com a natureza. Além das trilhas de hiking e cavernas, tem circuito de arvorismo, zip lines, atividades para crianças e uma ponte suspensa.

Fomos de carro e não demoramos nem 10 minutos. Dentro da vila é possível comprar um pacote que combina a subida num teleférico e o ingresso para o parque, então é uma boa opção para quem está sem carro ou busca algo diferente. Para os mais bem dispostos dá para ir andando ou de bike mas é uma subida punk.

A ponte suspensa

Nossa primeira parada foi a ponte suspensa, que foi construída em 2003 para oferecer uma experiência única aos visitantes. Sua construção foi planejada com muito cuidado para que não houvesse nenhum impacto ambiental na região. Antes de irmos no Scenic Caves, eu achava que a ponte estava no meio da trilha para as cavernas mas na verdade ela fica do outro lado.

blue-mountain-scenic-caves-ponte-6

Com 126m de comprimento, ela é a maior ponte pênsil do sul de Ontário. A estrutura fica a 25m de altura em relação ao vale logo abaixo dela e 300m em relação ao lago. A vista é espetacular! As árvores já estavam começando a mudar de cor e deixaram a paisagem ainda mais perfeita. Gente, dá para ver até além de Wasaga Beach!

blue-mountain-scenic-caves-ponte-3blue-mountain-scenic-caves-ponte-9

Como ela é pênsil, balança com o vento e a cada passo que damos. E o povo ainda fica pulando e segurando nas laterais para fazer balançar mais. Eu morro de medo de altura mas não tive problemas para atravessar, me senti muito segura. As meninas correram, pularam, sacodiram e se divertiram muito.

blue-mountain-scenic-caves-ponte-5 blue-mountain-scenic-caves-ponte-7blue-mountain-scenic-caves-ponte-4blue-mountain-scenic-caves-ponte-8

O caminho até a ponte pode ser feito de trator (11 minutos) ou andando, e pode demorar até 45 minutos dependendo da trilha escolhida. Nós fomos de trator. Em 10 minutinhos já estávamos lá. O melhor de tudo é que não há nenhum custo adicional para usar o trator. É ótimo para quem está com crianças e tem até lugar para levar o carrinho de bebê.

blue-mountain-scenic-caves-ponte-2

Depois de cruzarmos a ponte, voltamos de trator e seguimos para a trilha da Scenic Caves.

Scenic Caves

A trilha até as cavernas não é longa nem difícil de fazer. Porém há degraus em alguns trechos, então não dá para ir com carrinho e é preciso ter cuidado com as crianças. Após uns 15 minutos de caminhada chegamos ao topo das cavernas e de lá descemos por escadas estreitas. Na parte de baixo a caminhada é sobre as pedras.

blue-mountain-scenic-caves-ponte-10 blue-mountain-scenic-caves-ponte-11blue-mountain-scenic-caves-ponte-20 blue-mountain-scenic-caves-ponte-15

As cavernas estão no ponto mais alto do Niagara Escarpment e se formaram durante a era glacial. Samuel de Champlain, o primeiro europeu a explorar a região dos Grandes Lagos e fundador da cidade de Quebec passou por aqui no século 17 e documentou a presença das tribos Petun e Huron. Os Petuns usavam as cavernas como uma espécie de forte para se protegerem dos inimigos.

blue-mountain-scenic-caves-ponte-16 blue-mountain-scenic-caves-ponte-17

Para nós, o passeio foi bem legal e mesmo não entrando em todas as cavernas por causa das meninas ficamos impressionados com as formações rochosas, a vegetação e a beleza da região. A temperatura no interior das cavernas é tão fria que uma delas ganhou o apelido de Natural Refrigerator (geladeira natural). O mapa fornecido na entrada do parque explica com detalhes todas os pontos de interesse no caminho, como a rocha que lembra o perfil de um índio.

blue-mountain-scenic-caves-ponte-18

Outras atrações

Durante a nossa caminhada vimos várias áreas legais para fazer picnic e ficamos doidos para ir na maior zip line do Canadá com 777m de comprimento e queda de 88m. MAs ainda não foi dessa vez… 🙂

blue-mountain-scenic-caves-ponte-12 blue-mountain-scenic-caves-ponte-13 blue-mountain-scenic-caves-ponte-14

Depois disso tudo, as meninas ainda tiveram energia para andar no trenzinho e brincar no parque infantil antes de voltarmos para casa. Ambos free.

blue-mountain-scenic-caves-ponte-21blue-mountain-scenic-caves-ponte-1blue-mountain-scenic-caves-ponte-22 blue-mountain-scenic-caves-ponte-23

Gastamos mais ou menos umas 2-3 horas para fazer esse passeio então dá pra combinar com outras atrações da região, como fizemos.

Ingressos

Por ser uma área particular, o valor do ingresso é mais alto do que geralmente pagamos para entrar num parque provincial ou federal. Compramos o ingresso básico, que custa $25.50 por adulto e $21 para crianças (3-17 anos), já com taxas (valores 2017). Mesmo sendo um pouco salgado, achei que valeu a pena por causa do número de atividades inclusas no pacote. Consulte todas as opções no site http://www.sceniccaves.com

O ingresso que escolhemos dava direito a fazer a trilha para conhecer as cavernas, ir na ponte suspensa, brincar no parque infantil, passeio de trenzinho e uso das áreas de picnic. Os outros tipos de ingressos mudam de preço de acordo com as atividades oferecidas. Quanto mais atividades, mais caro.

Importante: é obrigatório o uso de tênis para ingressar no parque. Quem estiver com qualquer outro tipo de calçado não entra. Eles vendem alguns tênis no gift shop mas a numeração é bem limitada.


Precisando de hotel em Blue Mountain? Recomendo olhar no Booking.com

Os valores mencionados no post são referentes a agosto de 2017).

O Baianos do Polo Norte é parceiro do Booking.com. Isso significa que quando alguém reserva por algum link proveniente do site, nós ganhamos uma pequena comissão que ajuda a pagar os custos de manutenção e host. O preço é o mesmo indo por aqui ou diretamente no site do Booking. Agradeço o apoio!

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

Deixe um Comentário