Maraú com crianças: Barra Grande

marau-barra-grande-2

Na nossa última viagem ao Brasil fizemos uma road trip para Barra Grande, na Costa do Dendê. A pequena vila na península de Maraú mudou bastante desde minha última visita em 1998, aliás naquela época nem tinha vila.

Como chegar

Atravessamos o ferry boat de Salvador até a Ilha de Itaparica e seguimos pela BA-001 até Camamu, passando por Nazaré e Valença.

ferry-salvador

Infelizmente, alguns dias antes da nossa viagem, uma chuva forte destruiu parte da estrada que liga Valença a Camamu e tivemos que fazer alguns desvios com emoção, como esse aí da foto.

marau-estrada marau-estrada-1

É possível ir de carro até Barra Grande seguindo pela BA-001 e depois pegando a BA-030 mas preferimos deixar o carro em Camamu e pegar um barco porque queríamos uma viagem mais relax. Confesso que não estava a fim de contornar a península e ir chacoalhando 50km pela estrada de terra num carro que não era 4×4. E se a estrada estivesse ruim e o carro não aguentasse? Mas na cidade vimos alguns carros “normais” que chegaram sem problemas. Apesar do carro não fazer tanta falta, pois dá para fazer tudo com o transporte local seria uma vantagem poder ir e vir gastando quase nada.

Pegamos a lancha rápida e em 30 minutos estávamos no paraíso. O passeio pelo rio é tranquilão mas mesmo assim levei colete salva-vidas para as meninas. Usamos os serviços da Camamu Adventure (R$30 para ir e R$25 para voltar, crianças até 5 anos não pagam). Evite as lanchas de particulares que cobram bem mais caro.

marau-barra-grande-1barco-camamu

Por indicação de um amigo conseguimos desconto numa garagem particular e paramos por lá mas o melhor mesmo é estacionar no estaleiro porque é mais cômodo, os barcos passarem lá para pegar os turistas.

De ônibus

Saindo de Salvador, a melhor opção é atravessar a baía de Todos os Santos de ferry e no próprio terminal de Bom Despacho pegar um ônibus até Camamu. Da Ilha de Itaparica até lá são 166km, percorridos em mais ou menos 5 horas. O preço da passagem custa em média de R$33. Nesse post do Ricardo Freire no Viaje na Viagem tem tudo mastigadinho.

Se estiver chegando de avião nos aeroportos de Ilhéus ou Valença é preciso seguir de ônibus até Camamu. Mais informações na página oficial de turismo de Barra Grande.

 A vila de Barra Grande

A vila é bem bonitinha, mesmo movimentada ainda preserva aquele charme rústico e meio desorganizado. Tudo que precisamos para relaxar e ser feliz está ali.

O pier estava vazio mas foi só o barco chegar que a coisa toda ficou bem muvucada, com vários locais se oferecendo para carregar bagagem e levar os turistas para as pousadas. Do pier caminhamos pelo chão de areia até o centro, que é fechado para veículos. O canto dos passarinhos serve de música ambiente para apreciarmos o caminho cheio de mangueiras e coqueiros.

marau-barra-grande-4

Durante o dia vimos alguns restaurantes fechados mas à noite fiquei espantada como a coisa mudou. A coisa toda fica bem mais animada! No centrinho tem também lojas, bares, restaurantes, lanchonetes, padaria, fármacia e mercadinho.marau-barra-grande-6marau-barra-grande-7

marau-barra-grande-8

Reparem no cantinho para o marido ficar enquanto fazemos as comprinhas

 

A praia da cidade fica virada para a Baía de Camamu e tem água quentinha e bem calma, muito boa para crianças brincarem. Várias barracas estão espalhadas ao longo dela e a vista do pôr do sol é espetacular. No primeiro dia, chegamos logo após o almoço e ficamos lá até a noitinha. Não há nada melhor do que esquecer da vida numa praia da Bahia. Ô saudade!

marau-barra-grande-10

Caminhando até a Ponta do Mutá

marau-barra-grande-9

marau-barra-grande-25

marau-barra-grande-13marau-barra-grande-14

marau-barra-grande-22

Iemanjá apreciando o pôr do sol conosco no segundo dia

A cidade é pequena e não é preciso mapa para percorrer as ruas, basta sair perguntando. Mesmo assim a dona da pousada nos presentou com um e foi útil para ver o que tinha para fazer.

Pontos negativos:

  • Achei a cidade um pouco suja, com lixo espalhado em tudo que é canto, inclusive nas praias.
  • Fora do centro as ruas são pouco iluminadas. Nós caminhávamos 10-15 minutos até a pousada meio no escuro. Nunca tivemos problemas mas eram momentos meio tensos 🙂
  • O trajeto Barra Grande-Taipú de Fora é feito em carros com bancos adaptados em carrocerias, alguns deles bem inseguros ($10 por pessoa, criança até 6 anos free). Se estiver com crianças prefira as caminhonetes com cabine dupla, assim elas podem ir dentro. Outra opção é o taxi, que em janeiro era $60.

Onde ficar

Escolhemos a pousada Fat Barra, que possui apartamentos com cozinha equipada. O café da manhã é gostoso, a área externa é bem acolhedora, arborizada e com piscina adulto e infantil. A maioria dos hóspedes eram famílias com crianças pequenas. Apesar de achar que algumas coisas podiam ser melhoradas, a estadia foi agradável, não tivemos nenhum problema.marau-barra-grande-23

No café da manhã muitos bolos, pães e comida regional, regados a sucos naturais, iogurte e café fresquinho.

marau-barra-grande-16

marau-barra-grande-15

O nosso flat, no térreo, e dos nossos companheiros de viagem no segundo andar.

marau-barra-grande-20

As meninas relaxando na piscina infantil

marau-barra-grande-5

O quarto de casal

As únicas coisas que me incomodaram um pouco foram a distância para o centro da cidade e a acomodação para as crianças. No site da pousada diz que ficam a 300 metros do centro da vila mas achei que eram uns 500 ou mais, demorávamos em média 15 minutos caminhando até lá. O bicama que as meninas dormiram ficava numa espécie de sala de TV e não tinha nem ar condicionado, nem mosquiteiro, só um ventilador que não impedia os mosquitos de atacarem as crianças. Ligávamos o ar do quarto mais forte na tentativa de resfriar a sala.

marau-barra-grande-26

Bicama que as meninas dormiram

Entre ficar em Taipú de Fora ou Barra Grande vai depender do que cada um procura. Quem quer ficar mais isolado e tranquilo fica em Taipú. Barra Grande tem mais opções de restaurantes e coisas para fazer à noite.

Onde comer

marau-barra-grande-24

Com exceção do primeiro dia, preferimos fazer nosso jantar na cozinha do nosso flat e aproveitar os restaurantes para almoço e petiscos na praia. Segue a lista dos lugares que comemos e gostamos da comida.

Dri e Dani Café e Delícias – o ambiente é bem despojado e eles servem comidinhas tipo bolo, tapioca, hambúrguer caseiro, pizza, saladas etc. Endereço: Praça da Mangueira, ao lado da igreja.

marau-barra-grande-18

Dri e Dani Café

Fonte dos Frades – o local é bem simples mas a comida é farta e com preço justo. O pessoal foi bem simpático e ainda deram uns copinhos de cachaça para provarmos. Endereço: Rua Desembargadora Olni Silva s/n

Restaurante Point do Verão  Tem opções de PF, comida baiana e aperitivos. O PF é bem farto, dois serviram dois adultos e duas crianças. Endereço: Avenida José Melo Pirajá.

A Tapera – comida regional e ambiente aconchegante. Endereço: Rua Doutora Lili (a rua principal).

Além desses tem vários restaurantes que parecem legais, com comidas variadas e preços para todos os bolsos. Na orla há várias barracas, umas mais tranquilas e outras mais badaladas, com música alta.

marau-barra-grande-19

Dicas Úteis

  • Traga roupas leves e chinelo, o chão da cidade é de areia. Uma roupinha mais arrumadinha para a noite mas nada demais.
  • A voltagem é 220v
  • Não há caixa eletrônico nem banco na vila,  dinheiro vivo é indispensável. A maioria dos restaurantes e lojas aceitam cartões de débito e crédito mas na praia nem todos.
  • O posto de saúde só atende de segunda à sexta – Tel: 73 – 9937 2551.

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

7 Resultados

  1. CAROLINA LONGARAY SIMAS disse:

    Oi Livi! Estava lendo seu artigo e achei ótimo! Você indicaria Maraú para irmos com bebê de colo? Dá pra ficar usando carrinho? Tem estrutura para alimentação? Obrigada, Carol

    • Livi disse:

      Oi Carolina,

      Indico sim, tinha várias famílias com bebês lá. Se você ficar em Barra Grande, dá para andar com o carrinho tranquilamente, exceto na praia claro. Não sei se você viu o outro post que escrevi falando mais da cidade e de onde nos hospedamos, acho que responde suas dúvidas. Veja aqui. Beijos

  2. Ana disse:

    O cantinho dos maridos foi ótimo! hahahahah Eu ainda preciso ir na Bahia um dia, Livi! Nunca fui.

  3. Lis disse:

    Que legal, fiquei no mesmo lugar as duas vezes que fomos!!
    O lugar eh lindo mas eu me apaixonei pela praia de Taipu de fora. Íamos todos os dias pra lah, mas a estrada eh terrível.

    • Livi disse:

      Ficou nessa mesma pousada?
      Pois é por isso desisti, imagina 50 km numa estrada assim. 🙂

      • Lis disse:

        Oi Livi, ficamos na mesma pousada! A primeira vez foi uns 5 anos atras e a ultima foi ano passado. Adoramos mto o lugar, a comida.. mas da segunda vez nao gostamos tanto. Os donos ja nao tinham aquele cuidado todo que tinha no inicio. O que tinhamos gostado da primeira vez era como era um lugar familiar..

        A estrada para taipu de fora eh dolorida. mas nos iamos quase todos os dias. eu sou apaixonada naquela praia! e as pousadas em taipu de fora sao caras absurdas..

Deixe um Comentário