Grade 1: ensinando a ler em inglês

O Grade 1 é um dos anos mais importantes na escola pois é quando as crianças aprendem a ler de verdade. Aqui em casa isso não foi um processo fácil, deu trabalho! Vou contar para vocês como foi a nossa experiência, os problemas que enfrentamos e as soluções que encontramos. Escrevi esse post na época que a minha filha mais velha estava terminando o Grade 1.

Antes que você prossiga com a leitura, gostaria de ressaltar que isso é um relato da minha experiência pessoal. Não estou dizendo que sou melhor ou pior do que ninguém, cada criança reage de uma forma e aprende em um ritmo diferente. Espero apenas que o meu relato possa esclarecer alguma dúvida ou auxiliar alguém que esteja passando pela mesma situação. Ou que está chegando agora no Canadá e não sabe o que esperar. Estou dando esse aviso porque fui atacada, alguns meses atrás, com emails e mensagens ofensivas por causa desse post. Uma pessoa resolveu fazer isso por achar um absurdo “eu” falar do nivelamento das crianças e dizer que a minha filha conseguiu superar um ano difícil, onde ela estava sempre abaixo da meta estipulada por esse sistema de nivelamento.

Acontece que não fui eu quem inventou isso, é o método deles, por mais absurdo que possa parecer para alguém que não conhece o sistema educacional canadense. Qualquer mãe que more aqui poderá confirmar isso. Apesar de não possuir uma formação acadêmica com o educadora, eu possuo a experiência diária como mãe, que aprende para poder ensinar as filhas. E além disso, faço trabalho voluntário dentro da escola, onde tenho a oportunidade de vivenciar e conversar com as professoras para tirar dúvidas sobre o assunto. Então, agora que desabafei, vamos as informações!

Leitura é o lema do Grade 1

Apesar de ensinarem todas as matérias, o principal foco das professoras do Grade 1 é a leitura. Os professores se baseiam numa tabela com níveis de leitura (Reading A-Z) que os alunos precisam alcançar em cada etapa do desenvolvimento. Em nenhum momento a professora pressiona as crianças ou fala que elas melhores ou piores do que as outras. Isso é para controle dela, para acompanhar e saber quem precisa de mais ajuda. Ela vai falar apenas com os pais mas nunca com a criança.

Essa é uma tabela com os níveis de leitura esperados em cada série. O aluno deve começar o ano no nível da esquerda e progredir até a direita.tabela-leitura-ler

O ideal é que ao começar o Grade 1, as crianças leiam no mínimo nível C. E foi aí que o ano da minha filha começou mal, ela estava no nível A. Aliás, segundo a professora dela, quase todos os alunos que saíram do novo programa de full day kindergarten estavam bem abaixo de onde deveriam estar. Já falei no blog sobre o jardim de infância e como as crianças começam o processo de alfabetização pelo método fônico (clique no link para ler o post). Eles aprendem pelo método fônico os sons das letras, de um conjunto de letras e as excessões.

Comecei então a pesquisar sobre o currículo e as formas de ensinar. No Kindergarten os alunos aprendem os sons básicos das letras e alguns sons duplos de vogais. No grade 1 eles ensinam sobre os sons de vários grupos de letras e as excessões.

Quando a criança aprende que um determinado grupo de letras forma um som diferente do que cada letra formaria individualmente fica mais fácil decodificar palavras complicadas. gradde1-ler-livros-4

Escolha livros apropriados para o nível da criança

Como a melhor forma de aprender a ler é praticando, continuei lendo com ela como sempre fiz, só que agora priorizando os livros apropriados para o nível dela. Isso fez toda a diferença!

Muitos livros infantis, tem a indicação de nível. Os mais conhecidos são da Scholastic. O único problema é que eles usam um sistema de nivelamento mais generalizado e dentro do mesmo nível há livros super fáceis e outros difíceis. Então é preciso ficar atento para dar não dar um livro muito difícil que vai frustrar a criança se ela não conseguir ler.

gradde1-ler-livros-2Cada nível da Scholastic engloba vários níveis do Guided Reading

Todas as escolas católicas de Toronto disponibilizam gratuitamente (até o Grade 2) um aplicativo chamado Raz-Kids, que organiza os livros por nível. Uma vez que o aluno termina um grupo de livros passa pro próximo e vai mudando de nível. O legal do Raz-Kids é a opção da criança ler sozinha ou do app ler pra ela e as perguntinhas de interpretação de texto no final dos livros. Ajuda bastante especialmente se os pais não forem fluentes em inglês. Acredito que as escolas públicas devem disponibilizar algo similar.

Infelizmente, o Raz-Kids é caro e se a escola não disponibilizar sugiro que você tente ler alguns títulos online mesmo, no site  Reading A-Z , e depois peça que a criança reconte a história e faça umas perguntinhas.  Esses livros tem níveis iguais aos usados pelos professores. O site tem alguns títulos gratuitos que podem ser lidos online e um free trial de 14 dias. Algumas histórias são meio chatinhas mas elas ajudaram muito a minha filha a aprender, pois contém palavras chaves importantes. Uma vez que a criança aprende essas palavras fica mais fácil ler outras similares.

Como saber o nível que meu filho está?

Há vários testes que os professores fazem para saber o nível correto das crianças, levando em conta decodificação e interpretação.

Para nós em casa, uma forma simples de saber se o nível do livro está apropriado é contar o número de palavras na história e contar quantas vezes a criança erra. Se ela tiver 90-95% de acerto o livro está apropriado, se ela acertar mais de 95% o livro está muito fácil e se acertar menos de 90% o livro está muito difícil. Isso leva em conta apenas a decodificação. Se ela conseguir decodificar bem mas não sabe o que leu, então precisa praticar mais interpretação de texto. Nisso o Raz-Kids ajuda por causa das perguntas no final, quando vejo que ela acertou tudo e leu bem sei que estamos no caminho certo. Essa dica da contagem foi da mãe da melhor amiga da minha filha, que é professora do Grade 1.

gradde1-ler-livros-3Muitos livros da Scholastic tem o número de palavras atrás (word count)

O que funcionou aqui foi deixar ela ler primeiro, sempre ajudando nas palavras difíceis. Depois eu lia a mesma história para ela, sempre mostrando com o dedo o que estava lendo. Quando ela estava começando a ler, fazia o contrário, eu fazia a primeira leitura e depois ela tentava ler. Os livros dos primeiros níveis contém geralmente frases e palavras mais curtas, com bastante repetição. As fotos também ajudam a criança a associar a palavra com a foto.

Depois que seu filho estiver conseguindo decodificar essas frases mais simples sugiro cobrir as fotos só para ter certeza que ele está lendo mesmo e não apenas olhando a foto. Por exemplo, os livros mais fáceis são assim: “The dog is in. The dog is out. The dog is…”. Então se a criança olhar a foto ela adivinha o que está escrito, sem precisar lê nada. É uma beleza, parece que estão lendo lindo mas quando você cobre a foto descobre a trapaça (risos). Minha filha me passava para trás direto.

Qual o nível a criança deve estar no fim do Grade 1?

No meio do ano minha filha estava no nível E, mas deveria estar no G. No boletim veio marcado que ela estava com rendimento abaixo da média estipulada pela província. Nessa época começaram os testes para selecionar quem ia fazer o curso de reforço de leitura, o 5th Block. Ele era oferecido gratuitamente dentro da escola para um número limitado de alunos do Grade 1 e Grade 2. Como as vagas eram bem limitadas, eles escolhiam quem está precisando mais. A partir do ano letivo que começou em 2016 o programa 5th Block foi eliminado das escolas católicas. O que ficou no lugar é um outro programa similar chamado Empower.

Infelizmente, minha filha não foi selecionada para o 5th Block, que acontecia no segundo semestre. Não foi fácil mas continuamos praticando e lendo bastante em casa depois que ela chegava da escola. Sempre livros apropriados para o nível dela. Aos poucos ela foi pegando o jeito, aplicando as regras e decifrando as palavras com menos dificuldade.

No fim do Grade 1 é esperado que os alunos estejam lendo no nível H-I. No último mês do ano letivo, quando recebi o boletim, fiquei supresa e super feliz pois ela estava no nível J. Foi como se um peso tivesse saído das minhas costas.

Não se desespere com essas expectativas

Mesmo que as crianças fiquem abaixo do esperado elas não repetem o ano, apenas recebem mais atenção no ano seguinte. Então não precisa se desesperar. Apenas continue incentivando a leitura, crie uma rotina agradável para estimular seu filho a pegar o livro. Afinal cada um tem um ritmo diferente, as vezes demora um pouquinho mais para dar aquele estalo e a criança entender a dinâmica da coisa. Mas depois tira de letra.

Vale lembrar que crianças com necessidades especiais ou que não falam inglês fluente seguem um programa diferenciado e não tem as mesmas expectativas. Certamente a professora irá explicar sobre isso.

Toda essa experiência que tive com a pimpolha mais velha serviu para dar uma base melhor para minha segunda filha. Ela está terminando agora o Kindergarten e já está lendo no nível C. Ou seja, vai começar o próximo ano como deveria estar. Sempre incentivamos muito a leitura aqui em casa mas faltou ter um entendimento maior do método que eles ensinam os sons. Então dê uma olhada no post sobre alfabetização, que explico isso com mais detalhes.

Se você tiver alguma pergunta em relação ao assunto deixe um comentário que eu tentarei esclarecer a sua dúvida.


Photo dos livros de SweetJessie via Flickr CC

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

5 Resultados

  1. Decley disse:

    Olá Livi.

    Eu tbm passei por esta situação com meu filho, fiquei desesperada, pois não conseguia ajuda-lo, fui atrás de livros, da escola, mas não via um progresso significativo, então decidimos coloca-lo no Kumon, ajudou muito e já faz um ano que ele está fazendo.
    Hoje aprendi que alfabetização não é tão fácil assim, que devemos respeitar o tempo de cada criança, com minha filha mais velha tive dificuldades, mas foi superada num tempo mais curto. Aprendi tbm que as dificuldades de alfabetização são enfrentadas até por crianças que nasceram na língua que estão sendo alfabetizadas.

  2. Elis Rigo disse:

    Livi, obrigada por compartilhar! A escola da minha filha é católica, mas ainda não adotou este programa. Ela está terminando o Grade 1, mas infelizmente ainda não está alfabetizada. A escola não oferece ESL no Grade 1. Foi muito difícil para ela este ano e ela ainda está muito defasada… Espero que ela tenha um reforço de inglês no Grade 2, mas de qualquer forma, a família precisa estar envolvida, e sua ajuda é muito valiosa nesse processo… Beijos! Elis

    • Livi disse:

      Oi Elis,
      Tadinha da sua menina, dá um aperto no coração né? Fiquei assim o ano inteiro.
      Mas olha, mesmo as escolas que não tem programa de ESL tem que dar um suporte aos English Language Learners, cobre isso pois ela tem direito! Fale com a professora ou com o diretor da escola.

      Na biblioteca de Toronto tem free tutoring para ensinar a ler, tente colocar sua filha.

      Nós temos mesmo que ficar em cima e não podemos deixar só a critério da escola. Força aí que vai dar tudo certo.

      Beijos

  3. Queria deixar uma dica que muitos pais não conhecem, embora seja para crianças maiores (grade 7 – 10): HomeWorkHelp. É uma iniciativa do governo de Ontario para ter uma tutoria de matématica para os alunos dessas séries completamente gratuita e é realizado em conjunto com a TVO (onde eu trabalho), toda a infraestrutura da plataforma. Basicamente os alunos utilizam o login escolar para, a partir das 5:30pm, e ao logar na plataforma o aluno entra em uma sala com um professor ao vivo para auxiliar nas tarefas e/ou dúvidas. A plataforma tem um “quadro branco” e sistema de chat escrito, além da voz do tutor, que vai explicando quando o aluno tem dúvidas. A ideia é que o aluno sempre desenvolva os problemas por si mesmo, com auxílio do tutor apenas como guia. Vale MUITO a pena e é algo não muito divulgado pelo governo.
    https://homeworkhelp.ilc.org/

    Btw, a TVO tem outras iniciativas também, como órgão ligado ao ministério da educação, tudo é voltado de acordo com as metas educacionais, por exemplo:
    mpower.tvo.org – jogos educacionais para auxílio no ensino de matemática do Kindergarten ao grade 6 (atualmente só até Grade 2, mas vai expandir logo logo)
    ilc.org – ensino a distância para obtenção de diploma do high school para adultos
    tvokids.com – diversos assuntos infantis, programas, jogos, concursos etc.

Deixe um Comentário