Dicas quem pretende comprar a primeira casa no Canadá

Se você gostaria de comprar sua primeira casa ou apartamento no Canadá, o post de hoje vai ser muito útil. Convidei a mortgage broker Flávia da Silva (Licença #11782 – FSCO #M08009600) para dar algumas dicas fundamentais para quem planeja realizar o sonho da casa própria.

Essa é a segunda vez que a Flávia vem aqui no blog, no primeiro artigo ela respondeu várias dúvidas dos leitores sobre financiamento . Recomendo a leitura para entender sobre como funciona o processo e se familiarizar com os termos em inglês usados.

Primeiros passos

Antes de adquirir um imóvel é importante se planejar financeiramente. Junte dinheiro para dar a entrada e também pagar os custos de fechamento da mortgage. Quanto maior o valor da entrada que você puder dar, menor será sua prestação. O valor mínimo para o down payment é de 5% do valor total do imóvel. Lembrando que o valor de entrada, ou down payment, precisa estar na sua conta bancária há pelo menos 3 meses antes da compra do imóvel.

Também é preciso ter um bom crédito para conseguir uma boa taxa de juros no financiamento. Aqui no Canadá temos empresas como Equifax e TransUnion que monitoram o seu crédito para determinar se você é um bom pagador. Para ter um crédito saudável não atrase faturas de cartões de crédito, financiamento de veículos, contas, etc. E só utilize até 50% do valor que você possui de crédito (linhas de crédito, cartões, etc).

Busque profissionais para te ajudar no processo de compra e financiamento

Sua casa será o seu maior investimento patrimonial, então é importante ter do seu lado profissionais que te ajudarão durante todo o processo. E dois deles são fundamentais, o mortgage broker (especialista em financiamento imobiliário) e o real estate agent (corretor).

O mortgage broker fará a ligação entre você e as instituições que irão te emprestar o dinheiro, garantindo a melhor taxa de juros para o seu perfil. E o corretor irá te ajudar a escolher o imóvel.

Financiamento de casa no Canadá - Flavia de Silva, mortgage broker

Flávia da Silva, Mortgage Broker

Descubra qual o valor do imóvel você poderá comprar

A menos que você tenha o dinheiro para comprar um imóvel à vista, não adianta sair por aí procurando. É preciso saber exatamente qual o valor você poderá financiar. Para isso é preciso fazer uma análise de crédito, levando em conta:

  • renda
  • histórico de crédito – precisa ter pontuação mínima de 680
  • valor a ser dado de entrada (down payment)

No Canadá há bastante concorrência entre as instituições, portanto elas oferecem condições e benefícios diferentes. O mortgage broker pode determinar em apenas uma consulta quem está oferecendo a melhor taxa do mercado para o seu perfil e te dar uma carta de pré-qualificação (Pre-Approval). Essa carta informará a faixa de preço do imóvel que se pode financiar, taxa de juros, valor de entrada a ser dado (down payment) e em quanto tempo deverá pagar o empréstimo.

Não dê uma oferta num imóvel antes de ter a carta de pré-qualificação

Um erro muito comum é sair em busca de imóveis primeiro. Algumas pessoas vão nos open houses, que é quando as casas à venda ficam abertas para os possíveis compradores, gostam do imóvel e na empolgação fazem uma oferta. A partir daí elas tem uma média de 7 à 10 dias para resolverem a questão do financiamento e correm para os bancos. E como não há tempo para procurar ou negociar acabam aceitando qualquer proposta que recebem pela frente.

Por isso é importante procurar primeiro um mortgage broker licenciado e não um corretor, assim ele irá procurar em diversas instituições e te apresentar as ofertas mais vantajosas.

Informe-se sobre os tipos de mortgage e taxas disponíveis

Existem inúmeras opções de mortgages e taxas disponíveis no mercado. Como por exemplo, taxa de juros fixa e variável ou financiamento fechado e aberto. O mortgage broker vai explicar sobre elas, além de auxiliar na escolha da melhor opção. Ele também pode informar sobre os programas do governo que beneficiam os compradores da primeira casa (first time home buyers).

Não esqueça dos closing costs

Depois de escolhido o imóvel, você vai voltar no mortgage broker para a aprovação do financiamento e assinatura do contrato. Após a aprovação, haverá outras despesas relacionadas a advogados, transferência do imóvel, seguros, etc. Essas despesas são chamadas de closing costs. Além do down payment, o ideal é ter pelo menos 1,5% do valor total do imóvel para cobrir esses custos.

Planeje-se para os custos adicionais

O mais difícil não é comprar um imóvel e sim mantê-lo. Portanto, além de pagar a prestação da casa ou apartamento, o comprador precisa se planejar para pagar os gastos mensais que terá para manter o imóvel. Como por exemplo:

  • luz
  • água
  • condomínio (no caso de apartamento ou townhomes)
  • seguro do imóvel
  • Property Taxes (IPTU)

Gostaria de agradecer novamente a Flávia da Silva pelas dicas e se alguém quiser tirar dúvidas específicas ou fazer uma análise de crédito, entre em contato diretamente com ela pelo telefone (416) 804-7705, email flavia.mortgages@gmail.com ou website www.flaviadasilva.com. Lembrando que ela é licenciada para atender clientes em qualquer província no Canadá.

Se você já possui um imóvel e gostaria de adquirir o segundo, a Flávia vai fazer uma palestra gratuita na sexta-feira dia 3 de agosto no 1678 Bloor St W, Toronto. Clique no link para se registrar.

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida em Toronto

Você pode gostar...

Deixe um Comentário