Quebec City, um pedaço da Europa no Canadá

Quebec City ou Ville de Québec,  é uma das cidades mais antigas do Canadá, foi fundada em 1608 por um explorador francês chamado Samuel de Champlain, é a capital da província de mesmo nome e o berço da civilização francesa na América do Norte. A parte antiga da cidade tem aquele ar europeu, super charmosa. No meio das ruas estreitas e casinhas de pedra você tem a impressão de ter voltado no tempo. Um lugar belo e cheio de história que vale a pena ser visitado.

No nosso segundo dia de passeio São Pedro deu uma trégua no dilúvio e conseguimos aproveitar bastante. Fomos até a velha Quebec (Vieux-Québec) e paramos o carro num estacionamento na Rue Dauphine esquina com a Avenue Honoré Mercier. Um pouco mais caro do que parar na rua mas vale a pena pela conveniência. O valor é de acordo com o tempo que você deixa o carro lá e calculado na saída, se deixássemos na rua tínhamos que comprar no máximo duas horas e voltar para colocar mais moedinhas na máquina.

Descemos em direção a Rue Saint-Jean e demos de cara com um dos portões da muralha que envolve toda a da velha Quebec. A muralha, erguida entre os séculos 17 e 19 para defesa e proteção da cidade, foi reconhecida pela Unesco como patrimônio cultural da humanidade em 1985. Quebec é a única cidade norte americana que ainda possui muralha fortificada.

Quem quiser pode subir e caminhar nos 4.6km da muralha, nós só subimos para olhar a vista lá de cima. 🙂

Seguimos até a Côte de la Fabrique, todo o percurso é cheio de lojinhas e restaurantes, um charme. Dali para frente cada rua é mais linda que a outra, difícil decidir que lado ir.

Quase todas as lojas e restaurantes tem uma placa como essa.

Olha que vitrine engordiet!

Passamos pela Basílica de Notre-Dame de Québec, que é bem bonita, apesar de não ser tão grande.

Da catedral para o Château Frontenac é um pulo, é só seguir a rua e virar a direita. Pense numa pessoa que adora castelos, mas do que qualquer outra construção. Acho que todo mundo gosta de castelos né? Afinal, crescemos ouvindo histórias e assistindo filmes que se passam em castelos. Esse é um sonho e estava ali na nossa frente com suas torres e dezenas de janelinhas, um conto de fadas gigante. Cada ângulo que se olha, um suspiro.

O castelo é um hotel, construído no fim do século 19 pela Canadian Pacific Railway no mesmo local onde era o antigo Château Haldimand, segunda residência dos governadores de Lower Canada e Quebec. O objetivo da companhia ferroviária era incentivar o turismo na região e promover os trens da empresa como meio de transporte.

Na frente do castelo tem um calçadão de madeira, Dufferin Terrace, que foi construído em 1838 no lugar do antigo Fort Saint-Louis, que pegou fogo em 1834.

Precisa dizer que a vista lá de cima é maravilhosa?

Como estávamos com as crianças não esticamos o dia, mas daria para descer o Funiculaire (bondinho) e ir passear na Petit Champlain que fica na parte mais baixa da cidade. As crianças já estavam cansadas e achamos melhor não abusar. Fizemos esse passeio no dia seguinte. O Jaime levou Elena no bondinho pois ela ficou doida quando viu, mas só desceu e subiu 🙂

Finalizamos nosso dia no Café de Paris (66 Rue Saint Louis), um restaurante aconchegante e com uma comida deliciosa (francesa e italiana). Minha única reclamação: o lugar possui cadeirão para bebês mas no banheiro não tinha trocador, parece que isso é comum por aqui, pelo menos não vi nenhum por onde passei. Em Ontario, o trocador em banheiros é regra, até o McDonalds tem. O restaurante não possui rampa de acesso para carrinhos de bebê ou cadeirantes e o preço dos pratos fica em torno de $15-$30, incluindo entrada, sobremesa e cafezinho.

Posts Relacionados:

Mais informações:

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

6 Resultados

  1. Francisco Co disse:

    Livi, parabéns pelo blog. Quantos dias vc acha que da pra conhecer o principal da cidade com crianças?

  2. Gabriela disse:

    Oi Livi! Estas suas fotos estão lindas demais!!! 🙂 Beijos

    • Livi disse:

      Estou passeando no seu blog também, muitas fotos e dicas legais. Também adoramos passear, quem não gosta né? Só fica difícil as vezes por causa das crianças 😉 Vamos trocando figurinhas. Beijos

  3. ginapsi disse:

    Lindas fotos! Que saudade de Quebec e de vocês!!!
    Passear na ruas de Quebec é uma viagem no tempo. É emocionante!

Deixe um Comentário