Como levar o seu pet do Brasil para o Canadá e vice versa

Para quem não sabe, eu tenho um gato e ele já viajou para o Brasil e voltou para o Canadá. Várias pessoas já me perguntaram como é que faz para viajar com o pet em ambos os casos e fiquei devendo escrever um post sobre o assunto.

Vale lembrar que cada empresa tem suas próprias regras em relação ao transporte de animais. Então é preciso checar a política da companhia aérea que você vai viajar. Eu viajei com a LATAM e a Air Canada.

Pet

De uma forma geral nós precisamos notificar a cia aérea com pelo menos 24 horas de antecedência que estaremos viajando com um animal. Na Air Canada se o animal, juntamente com a bolsa de transporte, tem até 10kg, você pode legar na cabine (paga $100). Se for mais, tem que ir na parte de baixo do avião ($270). Atenção que há um limite de espaço na parte de baixo dos aviões onde os animais podem ser transportados, então é bom informar a companhia o quanto antes. Outra coisa importante é que em algumas datas no verão e no inverno eles não levam o animal na parte de baixo do avião por causa da temperatura. Veja todos os detalhes sobre isso, assim como o tamanho das gaiolas/bolsa de transporte aceitos pela Air Canada aqui.

Documentação saindo do Brasil para o Canadá

O documento que você vai precisar para viajar e entrar no Canadá é o Certificado Zoossanitário Internacional (CZI) ou Certificado Veterinário Internacional (CVI), os dois são a mesma coisa (o site do Ministério da Agricultura usa os dois nomes, não entendi o motivo da falta de padronização).

Para tirar o CZI ou CVI você tem que apresentar um atestado de saúde (imprima esse modelo aqui), mais a carteira de vacinação do seu animal (ou outro documento equivalente), emitidos pelo seu veterinário. Os documentos devem ser assinados e emitidos pelo veterinário responsável em no máximo 10 dias antes da viagem. O seu animal deve estar em dia com os remédios de verme e as vacinas, especialmente a anti-rábica. Para filhotes com menos de 3 meses a vacinação anti-rábica é dispensada. A emissão do CZI ou CVI é gratuita e não precisa levar o pet, apenas a documentação.

O formulário para requerimento do CZI ou CVI está no site do Ministério da Agricultura. Agende o seu atendimento na unidade mais perto de você.

Se você olhar os requisitos de documentação para entrar no Canadá no site do Canadian Food Inspection Agency vai ver que eles pedem um Rabies Vaccination Certificate, que é um certificado de vacinação anti-rábica, com informações detalhadas do animal e vacina. O CZI inclui essa informação e foi aceito quando cheguei aqui, pois ele está em inglês e português. Eu trouxe a carteira de vacinação do Brasil, assim como um atestado médico em português e eles nem olharam.

O Canadá não exige sorologia, microchip ou tatuagem.

A chegada no Canadá

O Canadá não deixa animais de quarentena, portanto não é preciso fazer nenhum tipo de procedimento com antecedência. Se você estiver com o seu pet, proceda normalmente pela imigração, pegue as malas e na saída eles vão te direcionar para o local onde será feita a inspeção do animal e documentação.

Se o animal não estiver com você, você pode retirá-lo depois de passar pela imigração. Os pets ficam numa zona destinada a itens frágeis, próxima da esteira onde eles colocam as malas normais. Com o meu gato um funcionário trouxe e me entregou em mãos. Depois prossiga em direção a saída.

Não é permitido trazer ração, exceto dos EUA. Então se você tiver com alguma coisa para alimentar o animal durante a viagem, vai ter que jogar fora.

A taxa de importação para gatos e cachorros é CAD$30 pelo primeiro animal e CAD$5 para cada pet adicional. Se o animal com mais de 3 meses não possuir a vacina anti-rábica em dia vai ter que pagar CAD$55 (CAD$30 para os adicionais) e o dono terá um prazo de até 2 semanas para dar a vacina. Os valores não incluem o imposto, que aqui em Ontário é 13%.

Documentação saindo do Canadá para o Brasil

No Canadá precisamos tirar o International Health Certificate ou International Veterinary Certificate. Para isso basta pegar o formulário online, levar no seu veterinário para ele(a) preencher e depois ir em um dos Animal Health Offices para ser endossado. O formulário está em inglês e português, não achei nenhuma versão em francês e português. O custo para endossar é $20 mais o valor que o seu veterinário cobrar para preencher.

Algumas informações adicionais, segundo o site do Consulado Brasileiro em Toronto:

  • O certificado deve atestar a boa saúde do animal uma semana antes do embarque e garantir que o pet não ficou doente nos útlimos 40 dias anteriores ao embarque. O prazo da autorização para a entrada do animal no Brasil é de 7 dias, contados a partir da data de expedição do International Health Certificate.
  • No caso de animais procedentes do Canadá não é necessário legalizar o certificado no Consulado Brasileiro.
  • A vacina anti-rábica deve ter sido dada entre 30 dias e um ano da data de embarque. No site do Ministério da Agricultura fala que a vacina anti-rábica tem que ter sido aplicada pelo menos 21 antes da data de entrada no Brasil. Como achei informações divergentes, coloquei as duas.

Atenção, se você veio do Brasil para o Canadá com o seu pet, não pode voltar com o mesmo documento. Precisa tirar o canadense. Nesse caso a minha sugestão seria entrar em contato com o Consulado Brasileiro para obter mais informações.

E se eu tiver uma conexão longa, posso retirar meu pet?

Se você tiver uma conexão longa, em voos nacionais ou antes de embarcar num voo internacional, e o seu peludo estiver viajando na parte de baixo do avião você tem o direito de pedir para retirá-lo. Mas é preciso fazer a solicitação no ato do check-in pois a caixa de transporte precisa ser etiquetada com a informação de que você irá retirar o pet durante a conexão.

Em voos internacionais, temos que retirar o animal no primeiro aeroporto que desembarcamos no país de destino. Por exemplo, indo do Brasil para Montreal, com escala em Toronto, você retira o animal em Toronto (se ele estiver no cargo) e apresenta a documentação no aeroporto de Toronto. Depois despacha ele novamente e pega em Montreal. Indo do Canadá para Salvador, com escala em Guarulhos, retira o animal em Guarulhos, apresenta a documentação e depois despacha para Salvador. Isso é obrigatório e não precisa pedir nenhuma etiqueta especial. Na dúvida pergunte no check-in onde você pega o pet para apresentar a documentação. Se o pet estiver com você é só apresentar a documentação e seguir viagem.

Áreas para cachorros nos aeroportos canadenses

Vários aeroportos canadenses possuem áreas para cachorros ou locais onde eles podem fazer suas necessidades, segue os links com informações sobre cada cidade:

Dicas para o transporte

Aqui algumas dicas de produtos que recomendo para quem vai viajar com animais de estimação:

  • Bolsa de transporte – para quem vai levar o pet dentro do avião sugiro comprar uma bolsa desse tipo, que é fácil de carregar e confortável para o pet. Verifique o tamanho permitido pela companhia aérea que você está viajando.
  • Caixa/gaiola de transporte rígida – para transporte na parte de baixo do avião.
  • SnuggleSafe Pet Bed Microwave Heating Pad – como o meu gato viajou uma vez na parte de baixo do avião, eu comprei esse heating pad para mantê-lo aquecido. Ele é bem prático, basta colocar no microondas por alguns minutos e fica aquecido por 10 horas. Coloquei uma manta por cima dele e ficou tudo bem quentinho. A parte do cargo, apesar de ser climatizada, é bem mais fria do que a cabine.
  • Training Pads – para voos longos sugiro forrar a caixa de transporte com um desses pads que absorvem líquido, assim se o animal fizer xixi não vai ficar tudo molhado. Leve alguns para trocar se o gato ou cachorro estiver viajando com você na cabine. Eles são vendidos em qualquer pet shop ou Walmart.
  • Coberta quentinha ou a caminha do animal, se couber na gaiola.
  • Camisa do dono – o meu gato fica muito mais tranquilo quando colocamos alguma camisa velha com nosso cheiro, dentro da caixa ou bolsa de transporte.

*Todos os valores acima são referentes a janeiro de 2018. Imagem de capa: Shutterstock. Imagens sem logomarca: domínio público.

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

5 Resultados

  1. Milene disse:

    Livi, seu post foi fantástico e muito esclarecedor. Só tenho mais uma dúvida: o animal precisa ser castrado?
    Muito obrigada

  2. Isabela Tonon disse:

    Estou indo com minhas gatas de ferias para o Brasil sexta-feira e estou com duvida se vou ter que fazer o CZI de novo para voltar com elas, ou se posso usar o mesmo documento aqui do Canadá… Vc sabe me ajudar? Obrigada pelo post!

    • Livi disse:

      Quando fui fiquei mais de 1 ano no Brasil com o gato então precisei fazer tudo de novo.

      Como o CZI que você faz aqui é específico para o Brasil etem data de validade imagino que não serve.

      No site da Canadian Food Inspection eles indicam que a única exigência é o certificado de vacinação. Então eu levaria esse documento para apresentar na volta. O que recebo todo ano do meu vet é bem completo, com informações do meu gato e vacina.

      Porém não consegui achar uma informação específica para quem vai de férias então minha sugestão seria ligar no escritório do Animal Health (link no post) e confirmar para evitar surpresas.

      De qualquer forma, mesmo se a documentação não estiver em ordem você não será impedida de entrar com suas gatas, apenas vai pagar um pouco mais caro.
      Beijos e boa viagem!

  3. Aline disse:

    Livi. Muito obrigada por este post. Pretendemos levar nosso pet no futuro e o seu post foi ótimo.

Deixe um Comentário