Bed Bugs: dormindo com o inimigo

image

Bed bugs em diversos estágios, do ovo a vida adulta – Foto: BC’s Bed Bug Expert

Já ouviram falar em bed bugs? São pequenos insetos do tamanho de sementes de maçã e de cor avermelhada que se alimentam de sangue. Em português esse inseto é conhecido como percevejo de cama. Se não conhecia melhor se informar pois eles estão se proliferando cada dia mais, principlamente na América do Norte.

No Canadá as cidades mais críticas são Toronto e Vancouver,  mas são encontrados em outras regiões também. Em Toronto a infestação está cada dia pior, principalmente no centro, onde existe maior concentração de hotéis e gente de toda parte circulando. O bicho tem uma falicidade enorme para se espalhar e pode “pegar carona” em qualquer pessoa ou objeto e ir para outro lugar.

Geralmente não ficam visíveis durante o dia, gostam de se enconder em lugares escuros, principalmente dentro de colchões, já que o jantar (nós) é servido lá durante a noite. Enquanto dormimos os bichinhos nos comem. Eca… Ele não transmite doenças mas suas picadas podem causar sérias irritações na pele e infecções.

Da próxima vez que viajar ou alugar um apartamento mobiliado, preste bastante atenção no quarto que ficará hospedado pois mesmo aparentando ser limpo pode estar infestado de percevejos de cama. Conheço uma pessoa que veio estudar aqui e alugou um apartamento no centro que tinha bed bugs. Só descobriu quando acordou toda picada pelo inseto.

Alguns passos que podem evitar a dor de cabeça:

  1. Antes de reservar o hotel ou alugar seu apartamento faça uma pesquisa online. Existe um site chamado Bed bug registry, onde as pessoas podem denunciar os casos de bed bugs. Você pode procurar se existe alguma denúncia recente contra algum hotel ou propriedade no Canadá e EUA. Outro site legal de consultar é o Bed bug reports (esse é mundial). Por sinal, foi registrado um caso num hotel em SP em fevereiro desse ano. No Trip Advisor os viajantes também comentam sua experiência em cada hotel e se encontrarm bedbugs vão comentar.
  2. Ao entrar no quarto coloque suas malas no banheiro assim se o quarto estiver infestado elas não serão contaminadas.
  3. Retire o lençol da cama e inspecione o colchão, olhe embaixo de tapetes e entre as almofadas dos sofás. Se o local for escuro e não aparentar ter muita higiene, pior ainda. Procure por insetos, pequenas manchas de sangue e pontos pretos (fezes). Cheque também a cabeceira da cama. Use uma lanterna se necessário.
  4. Mesmo se não achar nada na sua inspeção preliminar verifique o colchão e os lençóis na manhã seguinte. Algumas pessoas não apresentam reação as picadas ou demoram a apresentar e só se dão conta que foram picados quando já é tarde.

O ministério da saúde Canadense e a vigilância sanitária de Toronto reconhecem o problema e já publicaram em seus sites várias informações sobre o tema. A vigilância sanitária de Toronto se coloca a disposição do público para esclarecimentos e pode enviar um inspetor para investigar a propriedade, o telefone deles é 416-338-7600.

O parasita é de difícil extermínio, não há repelente ou inceticida que possamos usar para matar ou evitar os bichos. Os sites abaixo oferecem mais dicas de como identificar e se livrar dos indesejáveis companheiros de cama.

Discovery Brasil

Pragas

Bedbugger

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida em Toronto

Você pode gostar...

6 Resultados

  1. Carlos Oliveira disse:

    Olá:
    Estive num hotel no Rio de Janeiro e acordei com a cama lotada de percevejos! Estou na dúvida se os trouxe para casa! Você teria alguma sugestão, uma vez que no Brasil não existem serviços especializados no combate a estas pestes?

    • Livi disse:

      O melhor é colocar num saco tudo que você levou para o hotel e mandar lavar em alta temperatura. Reclama no hotel que as vezes podem te ajudar com alguma coisa. Boa sorte!

  2. Nilce disse:

    Estou em pánico….vou passar 20 dias em Orlando e Boston em outubro, até agora não escolhi o hotel por causa destes malditos percevejos, já verifiquei a lista dos hoteis condenados mas mesmo assim não confio muito na eficiencia desta informação. Sera que posso confiar???

    • Livi disse:

      Oi Nilce, Eu não sei se as informações dos sites são 100% de confiança pois depende que das pessoas para denunciar. Mas acredito que seja uma boa referência já que se uma coisa dessa acontece a pessoa fica bem chateada e acaba denunciando. Vou dar mais uma pesquisada se tem outros sites e te falo. tem uma idéia de quais hotéis gostaria de ficar?
      Um abraço

    • Livi disse:

      Respondi no seu email Nilce. Abraço

Deixe um Comentário