3 coisas que eu mudaria se fosse prefeita de Toronto

Quem me conhece sabe que adoro morar em Toronto mas ela está longe de ser perfeita. Ela também tem problemas, como toda cidade grande. Entendo que não são problemas tão graves como no Brasil e que pode até parecer que estamos reclamando de barriga cheia mas o fato é que aqui eles sempre buscam maneiras de melhorar para a população, enquanto que no nosso país é a maior palhaçada. Então, especialmente para o projeto #VidaEmTO (clique no link para ver todos os posts do projeto) me tornarei prefeita e vou contar para vocês 3 coisas que mudaria na cidade.

Antes de divulgar a minha plataforma de governo (risos), queria explicar de uma maneira resumida como funciona a prefeitura aqui.

Todas as decisões são tomadas em conjunto pelos membros do City Council. Tudo é debatido e precisa passar por uma votação e o prefeito tem apenas um voto. Então mesmo que ele queira fazer uma coisa, não depende só dele. O segundo ponto é que muitas vezes mesmo uma coisa sendo aprovada, o prefeito precisa pedir o dinheiro ou permissão para o Governo da Província para poder implementar. Mas para efeitos do post, vamos imaginar que sou onipotente.

Faria um mega investimento no transporte público

Se conversarmos com qualquer pessoa que more na cidade, ela vai se queixar do transporte público. O grande problema é que Toronto cresceu (e continua crescendo) de uma forma incrível mas o investimento no sistema de transporte não acompanhou. Ele não comporta mais o tanto de gente que precisa usar. Gosto do jeito que ele é é integrado e isso não mudaria mas o número de linhas de metrô é ridículo para uma cidade desse tamanho.

Outro problema é que no centro de Toronto as ruas são apertadas e por lá circulam o Street Car (bonde). Eles são charmosos e tradicionais mas deixaria apenas rodando em ruas largas, como Spadina por exemplom, onde ele pudesse ter uma pista exclusiva sem atrapalhar o trânsito. Em ruas como Queen e King, toda vez que eles param nos pontos, todo trânsito para atrás pois os passageiros precisam desembarcar (leia o post sobre dirigir em Toronto para entender melhor).

Outra coisa que mudaria é o horário de funcionamento do metrô, que só funciona de 6 da manhã às 1:30 da madrugada, de segunda a sábado, e das 8 da manhã às 1:30 da madrugada nos domingos. Acho que deveria funcionar 24 horas, mesmo que diminuissem a frequência de trens em certos horários.

Melhorar o transporte seria primeiro passo para resolver outro probleminha, o de trânsito. Porque atualmente muitas pessoas acabam indo trabalhar de carro para evitar usar o transporte público.

Aumentaria o subsídio das creches e agilizaria o processo para consegui-lo

Toronto é uma das cidades canadenses onde os pais pagam mais caro para manter seus filhos em creches. Enquando que em Montreal os pais pagam em média $164 por mês, em Toronto nós pagamos $1,375, para uma criança de 18 meses a 2,5 anos. Esse valor mais baixo é resultado do subsídio oferecido aos pais em Quebec. Em Toronto, e resto da província de Ontário, muitas mães a desistem de suas carreiras para poder cuidar dos filhos. Imagine o custo se você tem 2 filhos! Foi o meu caso. Eu sei que existem formas alternativas e mais baratas mas não queria deixar minhas filhas em qualquer lugar só porque era mais barato. Preferi trabalhar em casa, como freelance, ganhando menos porque no final, se tivesse que pagar creche ia dar no mesmo.

E para piorar, o processo para obter o subsídio é lento, demorando as vezes meses para termos uma resposta. Seria muito mais fácil se fosse como uma emissão de qualquer documento. Os pais poderiam preencher os formulários online (daqueles que geram um código de barras) e então levar num centro de atendimento. O funcionários só precisaria scanear o formulário, conferir a documentação e verificar se a pessoa preenche ou não os pré-requisitos para receber o subsídio. Simples, nada que um bom software não faça. Gente é mais rápido saber se você qualifica para pegar um empréstimo para comprar uma casa do que um subsídio para colocar seus filhos na creche.

Eu sei que isso é uma coisa que depende mais do governo provincial do que do municipal mas sou onipotente, lembram?

Demitiria todos os responsáveis pelo sistema de matrícula do Toronto Parks and Recreation

Já contei para vocês como adoro os programas de recreação oferecidos pela prefeitura (clique para ler o post). Porém o número de programas é limitado e o dia da matrícula uma frustração. O sistema de matrícula deles é ultrapassado e não dá conta da demanda, então muita gente não consegue se matricular.

Já foi prometido inúmeras vezes que eles iriam melhorar isso mas até hoje nada. O dia da matrícula é mais concorrido do que o dia que começam a vender ingressos para um show de qualquer banda famosa. A gente fica clicando igual louco para tentar entrar no sistema e muitas vezes não conseguimos porque fica sobrecarregado. E quando demoramos mais de 30 minutos para conseguir o acesso, os melhores programas já estão esgotados.

Para piorar, eles escolhem dias da semana às 7 da manhã para começar as inscrições, bem na hora que todo mundo está se arrumando para ir trabalhar e/ou levar os filhos para a escola. Realmente não entendo a lógica disso.


Agora que você já sabe tudo que vou fazer para tornar Toronto uma cidade ainda melhor do que ela já é, agradeço se votarem em mim na próxima eleição 😉

E não esqueçam de conferir a plataforma das outras candidatas a prefeita blogueiras do projeto #VidaEmTO

Mirella | Blog Casal Mikix

Gabriela | Gaby no Canadá

Mariana | Virei Canadense

Carina | Outside Brazil

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

9 Resultados

  1. renataschultz disse:

    A creche no Québec nao custa mais 7$ por dia ja tem uns 3 anos. Agora depende da renda familiar e pode custar ate 20$ por dia, oq continua sendo barato! Mas tb eh super dificil ter vagas em CPE (creche municipal) e a maioria das familias acabam tendo vaga em creche particular, que custa entre 40$ a 70$ por dia… mas a governo ajuda a pagar! Incrivel tanta diferenca de uma provincia a outra!

    • Livi disse:

      Oi Renata,

      Com certeza muitas diferenças entre as províncias, tão pertinho e tão diferentes.
      Quanto a informação dos valores peguei numa matéria da CBC. De qualquer forma é muito mais em conta que em Ontário. Aqui algumas pessoas pagam menos, outras mais e também depende da renda. Mas o Governo da província não quer aumentar o subsídio, infelizmente. Beijos

  2. Estamos no mesmo barco sobre o trânsito e melhorias na área de transporte público!!!
    Eu não tenho filhos e não sei sobre essa questão, mas por cima, sei que deveria se oferecer muito mais… penso as vezes que até o curriculo escolar deveria mudar limitando as férias gigantescas de julho e agosto, para somente um mês, e espalhar esses 30 dias em março e novembro, por exemplo.
    bjos

    • Livi disse:

      Eu não acho ruim as férias porque o verão é tão curto, ninguém merece ficar trancado numa escola. E para piorar a maioria das escolas não tem ar condicionado. Talvez o fato de ter um horário flexível não me atrapalhe tanto hehehe. Mas em relação a educação faria outras mudanças também, como: currículo, material de ensino, investimento, etc. Beijos

  3. Carina Barros disse:

    Nossa acho que o transporte público é o tema geral de todos os posts hehehehe eu não aguento mais ficar parada dentro do trem pq quebou!!! Sem contar que falta linhas para uma cidade grande.

    Abs
    Carina

  4. Mari Cimini disse:

    Bem legal Livi! Como não tenho filhos não sei bem como é, mas já ouvi mesmo que as creches são super caras. Minha plataforma sobre o trânsito foi igualzinha! Acho que todo mundo que mora aqui concorda que o sistema de transporte está super ultrapassado.

  5. Adorei Livi… e sobre o ponto 3 eu super concordo com vc: eu nunca consegui me matricular porque sempre perco a data ou não consigo me cadastrar online… uma frustração mesmo! Beijos

Deixe um Comentário