Escape game no Black Creek Pioneer Village

Depois de ir no Dragon’s Song, um escape room na Casa Loma, eu acho que fiquei viciada na coisa. Desta vez fui no que acontece dentro do Black Creek Pioneer Village, chamado Where Dark Things Dwell.

Black Creek

O jogo é promovido pela Secret City Adventures e, assim como o da Casa Loma, é super interativo. Engana-se profundamente quem pensa que esse tipo de jogo é sem graça, muito pelo contrário. Essa empresa é especialista no assunto e desenvolve jogos muito bem pensados, com uma história paralela e atores que participam junto com a gente.

A história

Para quem não conhece, o Black Creek Pioneer Village é um museu vivo que simula uma cidade típicas dos anos 1790s à 1860, no sul de Ontário. Eu acho o lugar bem interessante para visitar e aprender mais sobre como era a vida no tempo da colonização do Canadá.

No jogo, nós somos viajantes que pararam na vila de Black Creek para descansar uma noite. Mas infelizmente a cidade estava tomada por uma força do mau e nós acabamos presos lá.

Nós precisamos descobrir o encantamento para impedir que a força do mal se levante. Temos que libertar a cidade da maldição, salvar seus moradores e escapar, antes que o sino toque. Temos somente 90 minutos para fazer isso!

Pela história e local eu achei que seria vem assustador mas até que não foi.

Black creek

O jogo

Nós andamos o tempo todo no escuro, com apenas uma lanterna na mão. Detalhe que só há 3 lanternas por time. Até mesmo dentro das casas é escuro. Então fica aquele ar sombrio. Eles deram um susto na gente somente uma vez, depois foi tranquilo.

Cada time recebe um mapa e começa o jogo numa casa diferente. Precisamos resolver 3 quebra-cabeças para poder salvar o morador da casa. Ele então nos dá uma pista e orienta a procurar um dos feiticeiros.

Black creekNós começamos na casa do tecelão e foi super difícil resolver um dos quebra-cabeças.

Dali para frente conseguimos resolver tudo até bem rápido. Mas mesmo assim não conseguimos achar a chave para abrir a caixa onde estava o feitiço. Chegamos bem perto e fiquei com uma vontade de voltar para terminar. Viciante!

Dos 10 times que brincaram, somente um conseguiu completar. E o que achei mais legal é que o jogo dá chance para todos ganharem, sem competição. Mas no final, se somente um time encontrar a chave, eles libertam a cidade e todo mundo pode ver o final. Só não sei o que aconteceria se ninguém achasse. Acho que ia teríamos que dormir no Pioneer Village…😬

Outra coisa interessante é que mesmo se eu brincar novamente, não significa que começaria na mesma casa e resolveria os mesmos quebra-cabeças. Então dá para ir mais de uma vez e ter uma experiência diferente.

Quantas pessoas podem brincar

No total podem jogar 60 pessoas ao mesmo tempo, em grupos de no máximo 6. Se o seu grupo for maior, eles vão separar e se for menor podem juntar com outras pessoas.

Eu combinei de ir com a Mari, do blog Virei Canadense, só que nós pegamos os ingressos separados. Eu fui com uma amiga e ela com dois amigos. E quando chegamos lá eles já tinham juntado os nossos grupos por causa do tamanho. Acabou que ficamos em 5.

Dicas úteis

– Endereço: 1000 Murray Ross Pkwy

– Website: www.secretcityadventures.com/blackcreek

– Ingresso: $42, use o cupom LASTCHANCE_25 para ganhar 25% de desconto.

– O jogo do Pioneer Village acontece de junho a novembro, então eles já vão encerrar a versão desse ano. Por isso estão com a promoção.

– Andamos bastante do lado de fora, portanto vista-se adequadamente.

– Estacionamento: $7

– Idade mínima para brincar: 10 anos, acompanhado de um adulto. Eles recomendam a partir de 13 anos e eu concordo pois acredito que seria difícil para minha filha de 10 anos resolver os quebra-cabeças. Acho que o Dragon’s Song é mais apropriado para levar as crianças de 8-12 anos. Mas claro depende da maturidade da criança.

*Gostaria de agradecer a Secret City Adventures pelos ingressos cortesia para visitar essa atração.*

 

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida em Toronto

Você pode gostar...

Deixe um Comentário