Como as crianças do kindergarten são avaliadas

imageO segundo post da série sobre a educação em Ontário vai ser sobre o método de avaliação dos pequenos no kindergarten.

Como expliquei no outro post, as crianças precisam desenvolver conhecimentos e competências em 6 áreas fundamentais no kindergarten. No boletim que recebemos não há notas e sim o progresso de casa aluno em cada uma dessas áreas, eles não separam o que é para aprender no primeiro ou no segundo ano. A professora marca se a criança precisa de mais experiência, se começou a se desenvolver, se está caminhando para atingir a meta e se já atingiu a meta. Na escola da minha filha a professora fez algumas observações com os pontos fortes dela e o que precisava ser melhorado, imagino que seja prática comum.

Como é feita a avaliação?

Segundo o programa do kindergarten, as crianças pequenas demonstram que compreendem fazendo coisas, comentando e representando. Os professores estão continuamente, e de várias maneiras, monitorando, documentando e avaliando a aprendizagem do aluno. Eles observam, escutam e fazem perguntas para medir o progresso de cada um.

As atividades em sala de aula levam em consideração o estágio de desenvolvimento da criança e foca no que ela sabe e consegue fazer. O professor entende que a capacidade infantil de demonstrar o que sabe e o que pode fazer pode ser influenciada por diversos fatores, por isso a avaliação é contínua. A justificativa por trás do método é que as crianças tem maturidade, nível de conhecimento, herança cultural e ritmos de aprendizagem diferentes.

A comunicação com os pais é fundamental, por isso temos uma reunião com a professora no fim da primeira unidade para discutir o progresso do(a) nosso(a) filho(a). Durante o resto do ano os pais e a professora mantém um canal de comunicação aberto e pode haver outras reuniões formais se necessário. Aqui, na hora da saída a professora sempre está disposta a responder uma pergunta ou fazer um comentário sobre algo legal que a minha filha fez na sala, sem precisar marcar nenhuma reunião. Estou gostando muito dela!

O que a criança deve ser capaz de fazer após dois anos de kindergarten?

Como referência, fiz um sumário do que a criança deve ser capaz de fazer em cada uma das 6 áreas de conhecimento depois de cursar o jardim de infância. Lembrando que essas são expectativas para crianças entre 5 e 6 anos.

Desenvolvimento social e pessoal

  • Elogiar e aceitar diferentes pontos de vista.
  • Demonstrar empatia, reconhecer e respeitar o sentimento alheio.
  • Resolver pequenos conflitos, sozinho ou procurar ajuda quando necessário.
  • Brincar e trabalhar em grupo.
  • Esperar sua vez, dividir e escutar o que os outros tem a dizer.
  • Começar a entender que para toda ação existe uma consequência.
  • Entender algumas coisas básicas sobre o mundo. Por exemplo: algumas crianças vivem no interior, outras na cidade ou reconhecer lugares em sua comunidade e saber para que servem.
  • Falar ou contar histórias que reflitam sua herança cultural ou a de outra pessoa. Por exemplo: falar sobre um símbolo da cultura canadense ou uma tradição de família.
  • Conhecer os próprios gostos, expressar suas idéias e reconhecer suas conquistas.
  • Mostar autonomia e senso de responsabilidade.

Linguagem

  • Falar e ouvir os outros em diferente situações.
  • Falar sobre o que pensa ou sente usando expressões faciais que reflitam o que estão dizendo.
  • Fazer perguntas em diferentes contextos. Por exemplo: para entender, pedir orientação, etc.
  • Relatar histórias ou falar sobre eventos na ordem correta.
  • Demonstrar que entedeu um livro que foi lido para ela, repetindo a história ou tentando reler o livro sozinha.
  • Tentar ler ou escrever mensagens simples.
  • Reconhecer e escrever as letras do alfabeto, maiúsculas e minúsculas.
  • Usar fotos para tentar entender um texto novo.
  • Correlacionar o que começa ou termina com o mesmo som.

Matemática

  • Entender que os números são usados para contar, medir e que podem aumentar ou diminuir.
  • Contar oralmente até 30. Ler e escrever até 10 (a minha filha já está sendo ensinada a escrever até 20).
  • Medir e comparar comprimento, peso, temperatura e tamanho dos objetos.
  • Reconhecer e criar padrões com diversos objetos ou palavras.
  • Comparar e agrupar figuras geométricas.
  • Agrupar objetos de acordo com tamanho, forma ou cor.

Ciência e tecnologia

  • Mostrar curiosidade sobre a natureza e criações humanas.
  • Conduzir pequenas experiências.
  • Demonstrar que se importam com o mundo ao seu redor.
  • Falar sobre diversos tipos de materiais e suas propriedades. Por exemplo: o filme plástico é transparente e o alumínio não.
  • Entender como usar certos materiais com segurança. Por exemplo: não correr com a tesoura na mão.
  • Descrever a função dos objetos de casa ou da escola.

Saúde e educação física

  • Nomear as partes do corpo e falar sobre suas funções.
  • Identificar comidas saudáveis (é engraçado ouvir da minha filha “isso não é bom para mim”).
  • Identificar situações de perigo e saber o que fazer. Por exemplo: ligar para a polícia ou chamar um adulto.
  • Ter boa coordenação motora e equilíbrio.
  • Participar de esportes e ser capaz de correr, pular, jogar ou agarrar um objeto.
  • escolher uma roupa apropriada para o clima.

Artes

  • Desenhar e descrever seus desenhos.
  • Mostrar conhecimento sobre arte e usar fotos, esculturas, colagens, materias diferentes, etc para demonstrar suas idéias.
  • Atuar em pequenas peças teatrais.
  • Identificar através do som um instrumento musical conhecido.
  • Reproduzir passos de dança ou trecho de uma música.
  • Dançar de acordo com o ritmo da música.

O kindergarten não só molda e prepara a criança para os próximos anos da vida escolar como promove o desenvolvimento dela com um todo. E, de uma certa forma, tenta nivelar o conhecimento e o comportamento, já que existe um grande mix de culturas nas escolas de Ontário.

Mais informações aqui e aqui (em inglês).

Foto: Ludwig via Flickr Creative Commons

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. Clebia disse:

    Parabens muito Bom Esse artigo!!!

  2. iel disse:

    …aprender fazendo coisas, comentando e representando. Fator importante, que creio, aqui na PÁTRIA AMADA, fazemos isso na faculdade e olhe lá!!!!
    Só uma pergunta Livi. A escola é pública?

    • Livi disse:

      Sim é pública e nós não pagamos nem o material que a criança usa. No começo do ano a professora só pediu $10 para fazer os trabalhinhos de classe. Não sei se você viu mas escrevi um outro post explicando como funciona a escola aqui, veja aqui. Um abraço

    • Ana disse:

      Só pra adicionar, eu também percebi que aqui o ensino é mais prático, mais aplicado, do que teórico, como no Brasil. Pelo menos a minha experiência de escola particular nos anos 90. Pode ser que haja outras escolas no Brasil em que o ensino seja mais prático, mas dentro do meu universo, essa foi uma diferença brutal que eu percebi e tive alguma dificuldade de aceitar no início da nossa vida aqui.

Deixe um Comentário