O que mudaria na minha vida se pudesse voltar no tempo

Como vocês sabem todo dia 15 é dia de post do projeto #VidaEmTO, onde eu e mais 4 blogueiras escrevemos sobre um mesmo assunto. O tema escolhido para esse mês foi “o que eu mudaria na minha vida em Toronto, se pudesse voltar no tempo”. Eu refleti muito antes de escrever e concluí que a minha resposta se resumia a apenas uma palavra: nada.

Como assim nada? Você nunca cometeu erros ou teve problemas? Sim, e muitos. Eu não tenho uma vida perfeita, longe disso, vivo alegrias, tristezas e tenho problemas como qualquer pessoa. Mas a verdade é que eu acredito que absolutamente tudo que aconteceu comigo até hoje me define como pessoa. Não me entendam mal, me arrependo de muitas coisas que já fiz mas aprendi com esses erros. Se eu mudasse um desses erros cometidos no passado, deixaria de aprender uma lição e inevitavelmente cometeria o mesmo erro no futuro. E poderia deixar de ser a pessoa que sou ou de conhecer pessoas maravilhosas que cruzaram meu caminho.

Graças a Deus nunca vivi nenhuma tragédia na minha vida e certamente pensaria diferente se esse fosse o caso. Já fui de remoer o que passou e mas agora prefiro focar minha energia nas coisas boas que tenho na vida e no que eu posso fazer hoje para ser uma pessoa melhor. O que já passou, passou, bola para frente. Essa filosofia me tornou uma pessoa muito mais feliz.

Pode parecer uma resposta clichê mas é exatamente o que penso. Gosto da minha vida do jeito que ela é. E se eu tiver que refletir sobre o que mudar, faço no presente.

Mas apesar de não querer mudar nada que passou, pelos motivos que expliquei acima, certamente eu posso compartilhar com vocês três erros que cometi na minha vida em Toronto, que me marcaram muito.

1- Não ter feito uma pesquisa completa sobre as formas corretas de imigrar para o Canadá

Eu cheguei aqui como estudante em 1998. Naquela época era muito mais fácil imigrar para cá do que é hoje. Mas falhei em pesquisar as melhores formas que se aplicavam no meu caso e fiz pelo jeito que achei mais imediato, estudar. Depois as leis mudaram e ficou muito mais difícil para me tornar imigrante, estando aqui dentro (outros tempos, outras regras). No final deu tudo certo mas percorri o caminho mais longo, achando que estava pegando um atalho. Hoje se eu quisesse mudar daqui para outro país vou faria uma pesquisa completa antes e não vou enfiaria os pés pelas mãos.

2- Querer ensinar só o português para a minha filha e não dois idiomas ao mesmo tempo

Quando a minha primeira filha nasceu eu me concentrei em ensinar apenas português para ela e não me preocupei muito com o inglês, já que estamos no Canadá e ela ia aprender naturalmente, certo? Errado. Como ela não ia para creche e ficava o tempo todo em contato com pessoas que falavam português, essa foi a língua que ela aprendeu primeiro. Ela era tímida com o inglês e demorou mais para se soltar. Aprendi muito com isso e já não reeti com a minha segunda filha. Se quiser ler mais sobre o que aconteceu, relatei aqui nesse post sobre a minha experiência com o bilinguismo.

3- Focar apenas em juntar dinheiro

Quando vim para cá não tinha uma reserva financeira muito grande, então a maior preocupação era trabalhar e juntar dinheiro para poder construir uma vida do zero. Esse foco foi muito válido e necessário no começo. Porém, mesmo depois de conseguir me estabilizar, ter carro e casa própria, continuei com um único propósito: poupar. Depois de um tempo comecei a pensar sobre isso. Qual é mesmo o sentido de poupar apenas por poupar, sem desfrutar do que construímos? Hoje penso muito diferente e tento buscar um equilíbrio. Agora separo o de pagar as contas, o da poupança de aposentadoria e o que sobra vou aproveitar a minha vida com as pessoas que amo.


Agora passa nos outros blogs para conferir o que as outras blogueiras escreveram:

Mirella | Blog Casal Mikix

Gabriela | Gaby no Canadá

Mariana | Virei Canadense

Carina | Outside Brazil

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Carina Barros disse:

    Eu ainda estou na fase de recuperar o prejuízo hehehe, ou seja, recuperando tudo o que foi investido, mas confesso que não deixo de aproveitar não…a gente nunca sabe o dia de amanhã!!

  2. Eu também sou super satisfeita com minha vida até agora … até os erros foram motivos de aprendizado!
    Bjo

Deixe um Comentário