Mitos e verdades sobre saúde no inverno

A gente ouve tanta coisa sobre saúde e bem estar no inverno que as vezes fica até difícil saber o que é verdade ou mito. Nesse post reuni as frases mais comuns relacionadas ao assunto e explico porque as afirmações estão certas ou não.

O frio intenso provoca gripe

O que provoca a gripe é um vírus e não o frio. No inverno, como ficamos mais tempo em locais fechados os vírus acabam circulando de uma pessoa para outra com mais facilidade. E porque há mais casos de gripe no inverno muitas pessoas assumem que o motivo é o frio.

Se você sair mal agasalhado vai pegar uma gripe

Ahhh, quem nunca disse ou ouviu isso? Apesar da gripe não está vinculada ao frio propriamente, como falei acima, algumas pesquisas recentes sugerem que o nosso sistema imunológico funciona melhor quando a nossa temperatura corporal é 37C e que o ar frio pode ressecar a mucosa do nariz, nos deixando mais vulneráveis. Portanto, o fato de sair mal agasalhado além de nos deixar com frio pode nos deixar e mais susceptíveis a pegar uma virose.

Outro motivo para não sair mal agasalhado é o risco de frostbite ou hipotermia, dependendo da temperatura e tempo de exposição da pele ao frio. Frostbite é quando a sua pele começa a congelar e pode causar danos irreversíveis. É muito importante explicar isso as crianças pois  muitas delas não querem usar a roupa apropriada no inverno. Aqui em casa mesmo é uma dificuldade para fazer entender que precisa do gorro, da luva e não pode ir de camiseta para escola no inverno.

Bebês sentem muito mais frio do que adultos e precisam de muita roupa.

Não é bem assim. Os bebês sentem mais de frio que os adultos, porém é menos do que a maioria das pessoas imaginam. A regra é vestir uma camada de roupa a mais do que os adultos. Crianças maiores já não são tão diferentes de nós pois o corpo já consegue regular melhor a temperatura. Eu me tornei mãe pela primeira vez no inverno, então vocês podem imaginar o meu pânico, vestindo roupas demais na minha filha, com medo dela congelar. Várias vezes ela chorou, mas não de frio, e sim de calor.

A minha pediatra me recomendou tocar no pescoço, tronco e cabeça do bebê para saber se está com frio. Tocar em mãos e pés não é muito garantido pois essas partes do corpo deles geralmente tem a temperatura um pouco mais baixa que o resto do corpo. O excesso de roupa pode causar o aumento da temperatura corporal, e deixar a criança com calor. Pele avermelhada, irritabilidade, suor, brotoejas e choro, podem ser sinais de calor no bebê.

Não é necessário usar protetor solar no inverno

Ao contrário do que algumas pessoas imaginam, a exposição ao sol é tão perigosa no inverno quanto no verão. Quando estamos ao ar livre, a pele não está exposta apenas aos raios solares diretos do céu, mas também aqueles refletidos pelo ambiente. A neve, por exemplo, reflete até 80% dos raios do sol e isso pode provocar queimaduras na pele similares as estamos acostumados a ver quando passamos o dia na praia.

O frio do inverno tende a diminuir a sensação de calor do sol na pele então não sentimos a queimadura até chegarmos em casa. Por isso é importante colocar protetor solar no rosto e pele exposta ao sol, mesmo no inverno.

Tomar vitamina C todos os dias, diminui risco de ficar gripado

Embora muitas pessoas acreditem que tomar um suplemento de vitamina C todos os dias vai diminuir o risco de ficar gripado, uma pesquisa feita pela Universidade de Harvard, diz que isso não é verdade. Entretanto eles afirmam que consumir pelo menos 200mg de vitamina C por dia, pode encurtar a duração de uma gripe ou resfriado em 8% para adultos e 14% para crianças. Ou seja, vitamina C ajuda na recuperação mas não previne gripes e resfriados.

A mesma pesquisa sugere que a fonte de Vitamina C venha de alimentos. Se o seu filho comer 5 porções de frutas e verduras por dia, incluindo suco de laranja, já terá consumido a dose recomendada. Vitamina C em excesso pode causar náusea, diarréia e dores abdominais. Portanto não dê suplementos aos seus filhos, sem consultar um médico.

A melhor forma de prevenir a gripe é lavar sempre as mãos, com água e sabão ou hand sanitizer, e se possível, evitar o contato com quem está gripado.

O ar frio provoca sangramento no nariz

No inverno, os sangramentos nasais acontecem com mais frequência. Porém as principais causas são o ar seco ou resfriados, não o frio. Colocar um umidificador dentro de casa ajuda muito com esse problema. Eu falo por experiência própria pois era a rainha dos sangramentos no nariz.

Veja aqui dicas sobre umidificadores de ambiente.

A gripe pode ser tratada com antibióticos

Aqui, se você levar seu filho ao médico quando estiver gripado, ele provavelmente irá recomendar beber muita água, lavar o nariz com solução salina e no máximo tomar um Tylenol/ Advil, se houver febre ou dores musculares.

Logo que cheguei aqui eu ficava louca pois eles nunca davam remédio para nada que achava que deveria dar. Criança com nariz escorrendo, secreção amarela e nada. Mas a realidade é que a gripes e resfriados são causados por vírus e antibióticos não combatem vírus, somente bactérias. Eles passam o antibiótico quando necessário. Hoje já relaxei e já não me estresso tanto com isso.

O flu shot pode provocar gripe

Não quero entrar num debate sobre tomar ou não vacinas. Acho que isso é uma decisão de cada um, porém acho importante que as pessoas pesquisem ou conversem com um profissional sobre as vantagens e os riscos de tomar vacinas. Assim podem tomar uma decisão baseada em fatos.

Em relação ao flu shot, já ouvi muitas pessoas falando que preferem não tomar pois ela pode provocar gripe. Isso não é verdade. A vacina é feita com um vírus morto e ninguém fica doente com vírus morto. O que acontece é que quando tomamos a vacina, o nosso sistema imunológico reage e podemos ter febre ou dores musculares. Isso é uma reação temporária e não é sinal de gripe.

O Departamento de Saúde Pública do Canadá recomenda o flu shot para bebês acima de 6 meses e adultos. Consulte o seu médico antes de tomar a vacina, caso você ou seu filho tenham algum problema de saúde.

Não precisamos beber muita água no inverno

No inverno sentimos menos sede e acabamos bebendo menos água porém isso não é o ideal. Apesar de transpirarmos menos no inverno, há um aumento na produção de urina. Portanto, precisamos continuar bebendo a mesma quantidade de líquidos para que o corpo continue funcionando corretamente.

Outros posts que já escrevi sobre saúde e cuidados no inverno

Cuidados com a saúde no inverno

Como se vestir para o inverno canadense

Como vestir as crianças no inverno

Como se preparar para o inverno

Nomes de remédios comuns no Canadá

Produtos essenciais para casa, carro e saúde no inverno

Projeto Mães no Canadá

Esse post faz parte do Projeto Mães no Canadá, onde eu e outras blogueiras/Youtubers brasileiras, contamos nossa opinião sobre um mesmo tema. Passa lá nos outros blogs/canais para conferir as dicas.

Adriane | Like a New Home
Alessandra | Canadiando
Amanda | Viva Canadá
Beatriz | Biba Cria
Carol | Fala Maluca
Carol | Minha Neve e Cia
Danielle | Vidal Norte
Gabriela | Gaby no Canadá
Mariana | De Bem Com a Vida
Renata | Mala Inquieta
Vanessa | Partiu Canada

 

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida em Toronto

Você pode gostar...

Deixe um Comentário