Mães no Canadá: diferenças entre mães brasileiras e canadenses

Como vocês sabem todo dia 20 tem Projeto Mães no Canadá. E para maio escolhemos um tema livre, relacionado ao mês das mães. Ahh e antes que eu me esqueça de dizer, esse mês temos mães novas no pedaço, então não deixem de conferir no fim do texto a lista com os posts/vídeos de todas as participantes.

Depois de pensar bastante sobre o que escrever, resolvi fazer uma comparação entre alguns costumes ou comportamentos básicos das mães brasileiras em relação as canadenses.

Mães no Canadá

Fazer essa lista foi mais difícil do que parece porque nem todas as mães, brasileiras ou canadenses, se comportam da mesma forma. São tantas filosofias e herança culturais diferentes que trazemos conosco, não é mesmo? Mas tentei e usei a minha experiência como referência. Se alguém tiver algo a acrescentar fique a vontade para deixar um comentário no fim do post.

Helicopter Moms

Nós brasileiras somos helicopter moms por natureza. Ou seja, aquela mãe que fica em cima dos filhos o tempo todo. Talvez pela forma como fomos criadas ou talvez por conviver com a violência diária no Brasil somos mais medrosas e super protetoras.

A maioria das canadenses não ficam dando marcação em cima dos filhos como nós. A regra é deixar as crianças mais soltas e independentes. As vezes em excesso, ao meu ver.
Porém aprendi que esse jeito deles pode ser muito bom para criar filhos mais confiantes e capazes de resolver problemas sozinhos. Então mudei bastante a minha forma de agir nesse sentido.

Dramática

Outra diferença que percebo é o fato de nós brasileiras sermos bem mais dramáticas do que as canadenses. A gente está sempre mandando a criança ter cuidado com isso ou com aquilo ou fazendo um arerê por nada. LEmbra daquele filme Minha Mãe é uma Peça” ? Ele mostra bem esse nosso lado.

Mãe brasileira merece um Oscar de interpretação. Coitadas das nossas crianças. 🙂

Disciplina

Apesar do estereótipo ditar que os canadenses são um povo super educado, a forma como eles disciplinam os filhos é bem diferente da nossa. E nem sempre os filhos são tão educadinhos assim.

Sem querer generalizar mas acho que muitas vezes eles ficam falando, falando e a criança continua fazendo. É um tal de “strike one, strike two, strike…” e nunca acaba. No fim a criança continua fazendo a falta de educação e a mãe fica lá prometendo e não faz nada. Isso me deixa nervosa de uma forma…

Aqui em casa se eu disser que vou fazer eu faço. Eu acho que as minhas filhas precisam entender que para cada ato há uma consequência e que a gente tem que saber como se comportar nos lugares.

Não bato, tento conversar e explicar mas tiro uma mordomia tipo iPad ou TV quando elas não obedecem. Gente, juro que se eu olhar sério para minhas filhas nem preciso falar nada, elas já sabem que precisam parar (risos).

Canadense tem mania de querer controlar a brincadeira

Não sei na casa de vocês mas no Brasil quando a criançada se junta para brincar não tem adulto no meio querendo conduzir. Não estou falando de crianças novinhas tá gente.

Aqui toda vez que você leva as crianças para brincar na casa de canadense, há um roteiro definido do que vai acontecer. Vai brincar sozinho um pouco, vai fazer um lanchinho, um artesanato e depois vai para casa. Não entendo muito isso já que a intenção é querer que os filhos sejam independentes.

Piadas e senso de humor

No Brasil a gente cresce em meio a piadas e zoações o tempo inteiro. Isso nos faz ter um grande senso de humor e enxergar a vida de uma maneira diferente. Aprendemos desde pequenos a fazer o melhor mesmo em situações ruins. Se alguém está pegando nosso pé a gente dá a volta e reverte a situação. Os canadenses apesar de terem o seu senso de humor, é mais sério que nós brasileiros.

Mente mais aberta

Eu acho que os canadenses são bem mais abertos a aceitar os costumes de um povo de fora do que nós brasileiros. Confesso que muitas vezes tenho resistência a fazer “do jeito deles” pois acho que o meu jeito vai dar mais resultado. Mas as mães canadenses estão sempre curiosas de saber o que eu faço numa determinada situação e abertas a tentar fazer diferente.

Alimentação

Uma coisa que admiro nas canadenses é a forma relaxada como elas tratam a questão da alimentação. Elas colocam a comida na mesa e se a criança quiser comer, ótimo. Senão está ótimo também. Nós brasileiras arrancamos os cabelos para fazer as crianças comerem e quando não comem é o fim do mundo né? Hoje em dia já não sou tanto assim mas quando minhas filhas eram menores…nem te conto o drama!


Outras blogueiras do projeto

Adriane | Like a New Home
Alessandra | Alicia e outros Papos
Alessandra | Canadiando
Beatriz (ou Biba)| Biba Cria
Carol | Fala Maluca
Carol | Minha Neve e Cia
Gabriela | Gaby no Canadá
Mariana | De Bem Com a Vida
Renata | Mala Inquieta
Vanessa | Partiu Canadá

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida em Toronto

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Alessandra disse:

    Ri e me identifiquei muito (mãe-helicóptero, dramática, check, check!) com seu texto, Livi! Achei ótima as comparações e procuro me inspirar e aprender com as diferenças, como a questão da comida, mas ainda não tem esse desapego todo, não, e as tias da escola morrem de vontade de comer a marmitinha da Alicia quando eu coloco arroz e feijão! Beijo grande!

  2. Gabriela disse:

    Legal. Gostei do texto e eu não cheguei ainda na fase do meu filho ir passar o dia na casa dos amiguinhos, mas achei estranho ter schedule para tudo hehehe.
    Beijos

Deixe um Comentário