Como é morar em Mississauga, Ontário – Perguntas e respostas

No segundo post da série, a Carol, do blog ‪MinhaNeveEcia.com‬ vai contar um pouco sobre como é morar em Mississauga, Ontário. Além do blog a Carol mantém um canal no Instagram @minhaneveecia e outro YouTube, e ela é bem ativa nos dois. Então passem lá depois para conferir mais dicas!

Mississauga

Se apresente:

Meu nome é Carol Almeida, eu tenho um filho chamado Oliver, de 4 anos, e uma cadelinha chamada Neve (12 anos). Nós moramos na cidade de Mississauga, que faz parte da grande Toronto, em Ontário. Eu moro aqui há quase 7 anos.

Fale um pouco sobre a sua cidade

Mississauga é uma cidade grande, bem espalhada, porém bem menos populosa que Toronto. Fica a apenas 25 minutos (dependendo do trânsito) para Toronto, dá  até para ver a torre daqui também.

Mas a verdade é que ir para Toronto é necessário só se você for trabalhar lá ou quiser ir em algum evento ou grande atração. No dia a dia Mississauga tem tudo o que você precisa, restaurantes de várias  culturas, supermercados, lojas, outlets, etc.

Como eu trabalho em Mississauga, e moro aqui, raramente vou para Toronto, minha vida é aqui e adoro essa cidade.

Mississauga é bem familia, com vários parques e boa infraestrutura – que continua expandindo mais e mais.

Por que escolheu essa cidade para morar? Foi muito difícil encontrar trabalho?

Antes de vir para Mississauga, morei em Ottawa por 2 anos e meio, logo quando imigrei para o Canadá. Vim para Mississauga porque consegui um trabalho aqui. Eu tinha um trabalho em Ottawa, porém não era satisfatório. Meu desejo era trabalhar em ONG ou empresa sem fins lucrativos.

Quando cheguei em Ottawa, meu primeiro emprego foi de secretária em uma clínica de audiologista. Consegui esse emprego logo depois de chegar, porque uma brasileira que eu conhecia trabalhava lá, e eles estavam precisando de alguém para ajudar. Foi assim que consegui a minha “experiência canadense”.

Essa tal experiência é o tormento de todo imigrante qualificado, porque apesar de toda sua capacidade e experiência profissional fora do Canadá, se você nunca trabalhou aqui, é bem difícil conseguir emprego usando sua experiência prévia, muito menos no mesmo nível. Então é comum ter imigrante aceitando todo, e qualquer emprego muito abaixo da sua experiência e educação acadêmica, por apenas alguns meses, só para conseguir um “referral”, ou recomendação, de um empregador canadense.

Eu trabalhei como secretária por apenas 3 meses, só pra ter minha experiência canadense, e depois pedi demissão em bons termos com o empregador, para que ele me desse boas referências.

Depois desse emprego, ainda em Ottawa, trabalhei como caixa de banco por meio expediente, assistente de marketing (contrato) e por fim, coordenadora de marketing.

Porém, além de não gostar do meu emprego na época, o frio que fazia no inverno de Ottawa só me fazia querer mudar para Toronto (ou arredores). Foi por isso que  comecei a aplicar para vagas na grande Toronto, até conseguir na empresa que estou até hoje. E aí me mudei para Mississauga.

Não foi tão fácil achar esse emprego mas também não foi o pior possível, porque eu já tinha experiência no Brasil e aqui no Canadá, quando comecei a mandar currículo fora de Ottawa.

O difícil mesmo foi ter que dirigir sozinha 5 horas de Ottawa para Mississauga, toda vez que tinha entrevista. Mas quem persiste, acaba conseguindo!

Mississauga

Que tipo de imóvel você mora (casa, apartamento, townhome, basement, etc)? Foi difícil encontrar?

Nós moramos em um condomínio de casas, chamadas townhome, que tem paredes coladas com outras casas. Não foi difícil de achar.

Na época, visitamos várias townhomes até decidirmos por essa que estou até hoje. Porém foi antes dessa explosão de demanda (e preços) no mercado imobiliário, dos últimos 3 ou 4 anos.

Mas hoje em dia as casas townhomes aqui estão raras no mercado e bem caras comparado ao que era na época que comprei – isso porque as casas “detached” (soltas) tem preço astronômico e famílias procuram casas menores para se manterem na cidade.

Nas casas em condomínio, temos que pagar uma taxa mensal, que no meu caso inclui custo de água, manutenção do exterior da casa, limpeza da neve, cuidado com a grama e árvores do quintal, além de áreas comuns do condomínio.

Como é o custo de vida?

A média de valor de venda de uma townhome aqui na minha área, com 3 quartos, 2 andares, 2 banheiros é $480.000 (quase meio milhão de Dólares Canadenses)!!!

Isso porque Mississauga é bem perto de Toronto, e quem não consegue comprar em Toronto tenta se mudar para o mais perto possível.

Além da taxa de condomínio, que pode ser entre $500-800 por mês, dependendo do local, existe também o imposto da propriedade, que aqui onde moro é em torno de $190 mensal.

E não esqueça de considerar no custo mensal: eletricidade (eu pago $50 por mês), gas natural ($90 por mês), seguro de casa (esse vai variar e pode ser feito na mesma seguradora do carro, como um pacote, para ter desconto).

Qual é o preço médio de aluguel de um imóvel similar ao seu?

Em média de $2300 a $2500 por mês.

Como é o transporte público da sua cidade? Dá para se virar sem carro?

Mississuaha não tem metrô, mas tem bom serviço de ônibus, o ‪MyWay.ca,‬ e dá para se virar bem sem ter carro. Além disso, tem também o GoTrain, que te leva para Toronto ou outras cidades, leste ou oeste daqui.

Mississauga

O que acha das escolas ou creches? Foi difícil a adaptação das crianças (Caso se aplique a você)

Oliver entrou na creche (em inglês daycare centre) com quase 18 meses, visitei algumas creches até escolher a creche dele.

Fatores que observei: como as cuidadoras falavam com as crianças (sem gritar, segurar com forca pelo braço, etc), localização (queria perto do meu trabalho já que eu iria leva-lo e busca-lo todos os dias) e ambiente (luz natural, espaço limpo, playground seguro).

Eu também gosto de saber que existe uma política de portas abertas, que posso visitar meu filho sem marcar horário na creche, ou seja, visita surpresa. Fiz poucas vezes, e todas as vezes Oliver estava feliz e brincando com os amigos. Outra coisa boa é o aplicativo no celular, que dá um relatório diário dele. O que comeu, se comeu, troca de fralda, além de fotos ou vídeos quase todos os dias.

O preço da creche era na época em torno de $1200 por mês, de segunda à sexta, aberto entre ‪7 da manhã‬ ‪às 6 da tarde‬, incluindo lanche da manhã, almoço e lanche da tarde.

Que conselho, ou dica,você daria a alguém que esteja pensando em morar nessa cidade.

Meu conselho para quem está vindo pra cá é ter a mente aberta, em todos os aspectos possíveis. Seja para aceitar alguns empregos não tão bons, menor salário ou abaixo da sua qualificação. Seja para aceitar novas culturas trabalhando ao seu lado, convivendo com você como vizinho. Seja para acreditar num sistema de sociedade que você precisa abrir mão do “jeitinho brasileiro”. Sim, sugiro que a partir do momento que você comprar suas passagens só de ida, já comece mudando sua mentalidade, afinal você fez a escolha de sair, então deixe certas atitudes para trás.

Dica final: busque seu primeiro emprego com empresas do governo que ajudam imigrantes ou de terceirização. Elas vão lhe ajudar a conseguir a tal da experiência canadense.

Para conhecer um pouco mais sobre a Carol e a vida em Mississauga, não deixe de acompanhá-la:

Instagram – @minhaneveecia
Youtube – youtube.com/MinhaNeveEcia
Blog – ‪MinhaNeveEcia.com

Mais uma vez, agradeço a Carol por ter aceitado participar.

* As fotos sem logomarca do blog são do arquivo pessoal da Carol.


Se você mora em alguma outra cidade canadense e gostaria de participar desse projeto, me manda um email no baianosnopolonorte arroba gmail ponto com (escrevi assim senão fico recebendo um monte spams). Vou dar preferência a quem possui um blog, canal no Instagram ou YouTube, sobre o Canadá. Mas não é obrigatório.

Nos próximos posts tem Bathurst (New Brunswick), Victoria (British Columbia) e Ottawa (Ontário).

Outros posts já publicados:

Como é morar em Toronto (ON)

Como é morar em Bathurst (NB)

Como é morar em Victoria (BC)


Esse projeto foi inspirado em outros posts similares, que recomendo a leitura

– Blog Colagem – Como é morar nos EUA
– Blog Canadiando – Imigração Canadense: Você conhece  bem o país que deseja morar?
– Expat Arrivals – Q & A about moving to Toronto
– Morar em Portugal – Perguntas e respostas sobre morar em Portugal.
– Blog Mapa de Londres – Como é morar em Londres

 

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida em Toronto

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Ju on the hill disse:

    Gosto muito de Mississauga e estudo lá. Só não foi opção de moradia para nós porque os anos iniciais e finais do Ensino Fundamental ficam em escolas separadas, e queríamos as crianças juntas em uma escola.

    • Livi disse:

      Que interessante Ju, eu não sabia disso. Aqui em Toronto algumas escolas fazem essa divisão mas não todas. Minhas filhas, por exemplo, ficam na mesma escola até o Grade 8.

      Beijos

Deixe um Comentário