Nosso roteiro de viagem para Cancún

Acabamos de chegar de Cancún e vou contar para vocês um pouco desse destino que me surpreendeu bastante. Antes de escrever detalhadamente sobre os locais que visitamos vou mostrar um resumo do nosso roteiro e nossas impressões sobre o México.

Nós compramos essa viagem para o caribe de última hora, faltando apenas 1 semana para viajar. Fiquei um pouco apreensiva, com medo de não gostar do hotel mas no fim deu tudo certo. O nosso pacote para o hotel Riu Caribe incluía transfer, voo com a Sunwing e sistema all-inclusive. Adoramos o hotel.

A localização do Riu Caribe é ótima, no norte da zona hoteleira de Cancún, que é uma península. A praia ao longo dessa península tem água clarinha, num tom esverdiado. Parece que alguém Photoshopou tudo de tão lindo. Em alguns pontos o mar é forte mas em frente ao nosso hotel a praia era calma e as meninas puderam aproveitar bastante. Leia sobre a nossa experiência no Riu Caribe.
Vista do nosso quarto
Em relação ao resto da cidade, essa parte onde ficam os hotéis é limpa, organizada, relativamente segura e muito bonita. Aquela coisa pra turista ver, sabe?
Vista do corredor do hotel

Um aviso para quem chega

O povo mexicano é um povo muito alegre, descontraído e amigável. Porém uma coisa que me incomodou muito lá foi a insistência das pessoas pra comprar alguma coisa, usando de métodos duvidosos. Já percebemos isso logo no aeroporto.
Nós tínhamos o transfer marcado com a empresa Nexus, que é contratada pela Sunwing. Quando saímos na porta ficamos procurando por alguém da empresa no meio da multidão de gente com papéis na mão esperando passageiros. Um rapaz, com farda, que parecia trabalhar no aeroporto nos perguntou se estávamos procurando a Nexus e que ele ia mostrar onde era o balcão. Dissemos que não precisava e ele insistiu dizendo que ia apenas mostrar onde era, que era funcionário do aeroporto. Ficamos meio sem reação e acabamos seguindo o cara. Que ao invés de nos levar para a Nexus parou num balcão de informações (que na verdade era uma agência de turismo). A moça foi super simpática, falou da cidade, das atrações e quando percebemos que ela estava querendo vender pacotes agradecemos e saímos andando. O pessoal da Nexus estava na porta do terminal, do lado de fora, junto a outros representantes de agências de transfer. Então fica a dica, chegou no aeroporto não aceite a “ajuda” de ninguém. Pergunte exatamente onde a pessoa que você combinou estará te esperando.
Nos outros lugares turísticos eles vem com tudo também, cheios de papo e com treta pra cima do turista. Precisamos insistentemente dizer “no, gracias”.

Que dinheiro levar para o México

A moeda usada no México é o Peso mexicano mas eles aceitam Dólar americano em quase todos os lugares. Só não aceitava no hotel (nem para troca) e em locais administrados pelo governo como parques nacionais, por exemplo. Muitas lojas e restaurantes mostram os preços nas duas moedas. Eles adoram receber em Dólar americano.
Eu levei Pesos e Dólar canadense. Mas a moeda canadense não é aceita em lugar nenhum, serve apenas pra trocar em casas de câmbio. Então quando acabaram meu Pesos tive que trocar mais.

Segurança

Essa era a questão que mais me preocupava antes de ir para o México. Várias pessoas me falaram pra ter muito cuidado que o México era isso ou aquilo. No Canadá algumas pessoas até torceram o nariz quando eu disse para onde estava indo. Juntando com tudo que tinha lido a respeito do país, a minha expectativa era a pior possível. Já estava imaginando ter que ficar dentro do hotel por 7 dias.
Nós no busão
Mas no geral a zona hoteleira de Cancún é muito tranquila. Saímos para andar, pegamos ônibus e não vimos nada que nos fizesse ter medo nessa região. Claro que não devemos descuidar e precisamos ficar sempre alerta para o que está acontecendo ao nosso redor porque nenhum lugar é 100% seguro. Fora da zona hoteleira, andamos no centro, próximo ao Mercado 28 e apesar de ser uma zona meio estranha não tivemos problemas.
Desencane e faça um favor a você mesmo, explore a região que é lindíssima.

O que fizemos em Cancún

Quando viajo sinto a necessidade de explorar e não consigo ficar só dentro de hotel. Eu gosto de conhecer o lugar, as pessoas, a cultura e o hotel por melhor que seja não vai me proporcionar isso. Então combinamos dias de descanso, que estávamos precisando, com algumas aventuras para conhecer um pouquinho do México.
Dessa vez, visitamos as praias ao redor do Riu Caribe (Playa Tortugas e Langosta), Isla Mujeres, Tulum, Playa Del Carmen e Mercado 28.
Playa Norte – Isla Mujeres

Isla Mujeres

Essa ilha fica uns 20 minutos de barco, a partir de Cancún. Fizemos um bate-volta e passamos o dia por lá. Ela tem um centrinho animado, restaurantes, ruína de um templo Maya e uma praia linda onde podemos andar uns 300 metros com a água na cintura. É possível também nadar com golfinhos, ver tartarugas marinhas, mergulhar ou se aventurar por tirolesas no mar. Alugamos um carrinho de golfe e demos a volta completa na ilha para ver suas principais atrações.

Tulum

O parque arqueológico de Tulum fica ao sul de Playa Del Carmen, a cidade mais famosa da Riviera Maya. As ruínas ficam na beira da praia e a vista é incrível. Fizemos o tour com um guia do parque e ele foi explicando sobre a história e curiosidades. Para mim foi emocionante poder visitar um lugar assim.

Leia mais: Um passeio pelas ruínas de Tulum e Playa Del Carmen

Jantar com música ao vivo nas ruas de Playa Del Carmen

Playa del Carmen

Na volta das ruínas de Tulum fizemos uma parada estratégica em Playa Del Carmen para jantar. Foi uma parada bem vapt-vupt, caminhamos um pouco pela 5 Avenida onde está o coração da cidade, visitamos umas lojinhas e sentamos para comer. Achamos tudo super animado e da próxima vez que formos no México vou tentar me hospedar nessa região para comparar e ficar mais perto de outras atrações que quero visitar.

Playa Tortugas

Essa praia ficava bem perto do nosso hotel (dava pra ir andando) e de lá partiam os catamarãs para Isla Mujeres. É só chegar e comprar a passagem na hora por apenas US$19 ida e volta (adultos) ou US$12 (crianças). A praia em si é cheia de barracas, com uma faixa de areia estreita, pedras e meio muvucada. A água é bem calma e o lugar é bem bonito pra tirar fotos. Para quem precisar, tem um mercadinho Oxo lá.

Playa Langosta

Essa também dava pra ir caminhando e era bem melhor para tomar banho do que a Tortugas. Apesar de ficar bem movimentada, a faixa de areia é larga e você não se sente tão apertado. A água era muita calma e ótima pra crianças. Nessa praia também tem as letras de Cancún (igual Playa Delfines) e um parquinho bem legal, que as meninas adoraram. Alguns barcos para Isla Mujeres saem daqui. Mas são aqueles que a gente tem que comprar o pacote no hotel ($$$), lá não vende passagem.

Mercado 28

É um mercado de artesanatos localizado no centro de Cancún que me lembrou o Mercado Modelo em Salvador. Só que o prédio por fora não é bonito. É um lugar simples mas com muitas lojas, onde você pode exercitar o seu poder de negociação. O engraçado é que a minha filha estava com a camisa do Brasil e todos os lugares que a gente passava eles berravam que era tudo mais barato que na 25 de Março. Eu coloquei a camisa de propósito para eles não pensarem que a gente era gringo e cobrarem mais caro. Mesmo assim o preço não está escrito em nada e vai de acordo com a cara do freguês. E muitas vezes o valor final acabava sendo a metade do que pediram inicialmente, então negocie. Tudo que compramos lá custava 3-4 vezes mais caro nas lojas do hotel e do aeroporto.
Como ele não ficava muito longe do nosso hotel resolvemos nos aventurar e fomos de ônibus mesmo. Foi tudo tranquilo mas na volta o motorista resolveu arrastar antes de descermos completamente do busão e se eu não tivesse sido muito rápida a minha filha de 5 anos tinha caído no chão. Preferimos não arriscar mais depois dessa. O valor da passagem para quem quiser um passeio com emoção é $10,50 pesos.
 
Tem muita coisa legal para fazer em Cancún e na Riviera Maya e com certeza voltaremos lá para passear mais. Nos próximos posts eu falo mais do hotel, sobre a experiência de voar na Sunwing e sobre os lugares que visitamos. Vai ser uma overdose de México! 🙂

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. ginapsig disse:

    Lindas praias! Curiosa para ver as ruínas e conhecer mais sobre o México.

Deixe um Comentário