Isla Mujeres, uma ilha linda e pitoresca na costa do México

Se você está em Cancún não deixe de conhecer a Isla Mujeres, ou Ilha das Mulheres. Depois de ver fotos da Playa Norte e ler esse post do Riq Freire, do Viaje na Viagem, eu fiquei super curiosa e tratei logo de colocar na lista das atrações pra visitar no México. Mesmo com o aumento do turismo na região a ilha ainda nos proporciona uma experiência bem pitoresca.

Como chegar na Isla Mujeres

Há vários pacotes oferecidos pelas agências de turismo locais para conhecer a Isla Mujeres, inclusive um em que podemos nadar com golfinhos no Dolphin Discovery. Como nós queríamos apenas passear pela ilha e relaxar na praia, resolvemos ir por nossa conta mesmo.

Há vários pontos em Cancún onde é possível pegar um ferry ou catamarã para a Isla Mujeres. Os garçons do nosso hotel nos recomendaram sair da Playa Tortuga, que era mais perto do Riu Caribe, e podíamos ir caminhando. Não marcamos nada antes, chegamos, compramos a passagem e embarcamos logo depois. Não tinha fila. Super fácil e tranquilo.

O catamarã da Ultramar tem dois andares, um superior, onde podemos ir sentindo o vento bater na cara, e outro na parte de baixo, com ar condicionado e janelas de vidro. Vinte minutos depois estávamos desembarcando na Isla Mujeres.

Playa Norte, uma das mais lindas do mundo

A chegada na ilha é meio tumultuada por causa da quantidade de pessoas tentando convencer os turistas a alugarem carrinhos de golfe, fretar um taxi, fazer um tour de barco pela ilha, comer num restaurante…  eles são super insistentes. Achamos melhor ir na praia primeiro e deixar o passeio de carrinho pela ilha para depois. Saímos correndo da zona pega-turista.

O nosso destino era a Playa Norte, um pedacinho de paraíso com água azul turquesa, areia branquinha e tão rasa que dava para andar vários metros para dentro do mar com a água na cintura. A praia fica umas 3 quadras depois do terminal dos barcos. Ela foi escolhida a sétima praia mais linda do mundo pelos viajantes do Trip Advisor esse ano. Basta ver as fotos para entender por quê.

Chegando lá, nós caminhamos um pouco para o norte, que estava menos lotada e a água parecia mais calma. Para quem quer comer em alguns dos restaurantes/ bares da praia, os lado norte são melhores do que no início da praia. Eles tem cadeiras e guarda-sol para alugar, alguns tem até brinquedos para crianças. Ficamos ali algumas horas, as meninas amaram e foi difícil convencê-las a sair.

Achei o lugar lindo mas fiquei triste em ver a forte erosão que a praia vem sofrendo. Da pra ver alguns muros quebrados dentro da água e a faixa de areia está ficando cada vez mais estreita. Diferente de algumas fotos mais antigas que vi online. Não sei bem o que está acontecendo mas espero que consigam reverter a situação.

Um erro que quase estragou nosso passeio

Quando saímos da praia e tentamos alugar o carrinho de golfe, tivemos uma dificuldade enorme porque não havia mais nada. Esse vacilo quase estragou nosso passeio. Preciso aprender um pouquinho dessa estratégia de marketing mexicana. A coisa funciona mesmo viu, alugaram tudo! )  🙂

Depois de caminharmos para um lado e para o outro, finalmente achamos um e saímos para passear. O preço do carrinho de golfe para 4 pessoas é $250 Pesos por hora ou $700 Pesos por 4, 5 ou 6 horas, dependendo do local. O carrinho maior (6 pessoas) custava $300 por hora ou $800 por 5 horas. E claro que a gente teve que pagar mais caro porque ele foi o primeiro que apareceu. Bobeou, dançou. Mas valeu pois o cara retirou um banco, virou o outro e ficou mais seguro para as meninas.

Volta ao redor da Ilha

Pegamos o carrinho e saímos para dar uma volta completa na ilha. Foi super legal! A Isla Mujeres tem outras atrações como o Dolphin Discovery, a Tortugranja (tipo o projeto Tamar), antiga fazenda de um pirata, parque de tirolesas dentro do mar e até um museu debaixo d’água para quem gosta de mergulhar.

Alguém lembra do Herbie? E olha essa família na moto. Ô louco!

Nós seguimos para a ponta sul da ilha, o ponto mais leste do México, onde está a ruína de um templo maia erguido em homenagem a deusa da Lua, da água, do amor, da medicina, da abundância e da Fertilidade, Ixchel. É por causa dela que a ilha tem o nome que tem. A Isla Mujeres era um lugar sagrado para os maias e quando os espanhóis chegaram e viram tantas esculturas de “mulheres”, deram o nome que tem hoje. Mas na verdade todas as esculturas eram da deusa Ixchel.

Para poder ir até ao templo é preciso pagar uma taxa de $20 Pesos. Ele está bem na pontinha e cercado por várias esculturas de artistas mexicanos que remetem a cultura maia. O templo de Ixchel recebe os primeiros raios de sol do México. Tem até uma plaquinha dizendo que se você estiver ali ao amanhecer será a primeira pessoa no México a ver o sol. 

O templo foi parcialmente destruído por um furacão, alguns anos atrás, e hoje só resta a base.

Antes de devolvermos o carrinho passeamos pela cidade e voltamos para a Playa Norte pra nos despedirmos.

O pôr do sol da Isla Mujeres e a alegria dos mexicanos

Nós não chegamos a tempo de presenciar o nascer do sol mas conseguimos ver o pôr do sol, e que pôr do sol viu!

Para completar a experiência, tinha um cara tocando música ao vivo, na volta, em cima do catamarã e foi impossível não acompanhar. No fim todos no barco vieram cantando juntos numa alegria contagiante, para ninguém esquecer do México (como se isso fosse possível).

Na volta, descabelados mas felizes hehehe

Informações úteis

Website da Ultramar – www.ultramarferry.com
Preço do catamarã da Ultramar até a Isla Mujeres saindo da Playa Tortuga – $300 Pesos ou US$19 ida e volta pra adultos e crianças acima de 1,2m. Crianças menores pagam $250 Pesos ou US$12. Sai mais barato pagar na moeda local.

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. ginapsig disse:

    To amando esse passeio! Que mar é esse?! Muita coisa diferente para ver e um lugar fantástico! O passaporte doido pra sair da gaveta!rsrs.

Deixe um Comentário