Smartphone ou burrophone?

Para quem não sabe os smartphones são os celulares com capacidade de computador, daqueles que acessam a internet e fazem milhares de coisas úteis (e inúteis) que um celular normal, ou burrophone, não faz. Meu marido tem um iPhone (smart) e eu um Nokia 6301, que eu adoro mas é um burrophone. Esse é o meu segundo, o primeiro morreu afogado num bueiro (contei o caso aqui).

Como estou 100% dona de casa, dedicada as fraldas e porres dos terrible twos, sem trabalhar, sem pegar metrô, enfim, sem fazer parte da civilização moderna, não tinha me dado conta da importância de se ter um smartphone. Nas minhas duas últimas consultas no obstetra fui sem Elena e pude relembrar os velhos tempos quando ia trabalhar no centro lendo o jornal Metro tranquilamente. Que saudade de ir trabalhar…mas isso é para outro post.

Abri o jornal e comecei a ler e de cara já me deparei com um símbolo esquisito e a legenda instruindo a scanear o treco com um app do seu iPhone, Blackberry ou iPad para ler a notícia. Como assim?! Virei a página e lá estava outro quadradinho preto igual esse aí do lado. Que ódio! Não podia ler o que dizia já que não existe app para burrophone.

Será que tiraram do ar os burrophones e eu não sabia? Ou será uma campanha marketeira para eliminar de uma vez os burrophones. De qualquer forma o tal do quadradinho que se chama 2D ou QR Code chegou para ficar e está em todo canto, só eu que não tinha me dado conta. Até cupons de desconto estão codificados assim. Afff, acho que vou jogar meu burrophone em outro bueiro por questão de sobrevivência. Em breve o jornal inteiro, outdoors, livros e quem sabe mais o quê vai estar codificado dessa forma e só euzinha no mundo não poderá ler.

Achei um site que gera os símbolos free. Pode fazer um business card, colocar um endereço da web, como o que eu fiz aí em cima, ou escrever um texto inteiro. Mas cá para nós, que coisa mais inútil para ser usada no dia-a-dia…

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida em Toronto

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. sergio rego disse:

    PO ESSE VIDEO E” PRA HUMILHAR MESMO,NINGUEM MERECE……OU MERECE?

  2. Jorge disse:

    Complementando:
    Descobri sem querer em um dos sites malucos que frequento e me lembrei de voce, pode até entrar no corinho…

  3. Jorge disse:

    Dá para viver sem eles. São criadas tantas inutilidades que, depois de massificadas via propaganda, parecem que são úteis. Breve lançarão um celular sem telefone…

  4. celmartin disse:

    Querida, eu adoro tecnologia, mas é muita informação. Saí do burrophone e estou apaixonada pelo meu Nokia, principalmente por causa dos aplicativos para viagem. Nunca mais vou me perder! Por outro lado, tanta inteligência tem seu preço e a bateria dura pouco, se comparada ao debilphones… O negócio é ter mais de um, para não ficar na mão. Agora esse lance dos quadradinhos enigmáticos, ainda não usei. É para que mesmo? hehehe…

    • Livi disse:

      Querida eu tb amo tecnologia mas tem certas coisas como esse código 2D que é ridículo. Criaram uma necessidade que não existe só para vender o aplicativo deles. Já pensou pegar um jornal ou revista todo codificado, um mapa então…Mas ainda vou providenciar um smartphone para mim, nem que seja para trocar as fraldas de Sophia rsrsrs

  5. Janaliz disse:

    Ai Live a coisa ja esta assim eh? eu tbem nao sabia, pois tbem sou uma rara “usadora” do burrophone mas sera que vale a pena trocar? Gosto tanto do meu….

Deixe um Comentário