Alimentos para bebês no Canadá e o que podemos trazer do Brasil

Uma preocupação comum entre pais que viajam para fora com bebês é saber que tipo de alimentos vão encontrar pela frente. O Canadá é bastante flexível e permite a entrada de várias coisas que facilitam muito a vida de famílias viajantes. Tudo está listado no site da vigilância sanitária canadense e antes de publicar o post eu liguei para lá para esclarecer alguns pontos e tirar dúvidas.

Além de falar sobre o que pode ou não trazer, vou fazer um resuminho das principais marcas de leite em pó, cereais, lanches e papinhas que são vendidas aqui no Canadá.

O que pode trazer

Segundo o site deles, todos os visitantes podem trazer até 20kg de leite em pó para bebês para consumo pessoal na embalagem original (em inglês baby/infant formula).

Se optar por trazer, é preciso declarar no formulário de imigração que receberá dentro do avião. Marque sim na opção “dairy products” e escreva do lado baby formula. É a melhor opção, assim evita o transtorno caso a criança não se acostume com os leites canadenses, que tem um gosto de ferro super forte. Minhas filhas nunca gostaram, o único que aceitavam era o com baixo teor de ferro da Similac, e mesmo assim não era tão gostoso como os do Brasil. As fórmulas para crianças a partir de 12 meses não tem esse gosto forte só as de bebê mesmo, eu passei as minhas meninas para leite de vaca depois dos 12 meses, seguindo a recomendação da pediatra.

Cereais para bebês também podem ser trazidos para uso pessoal na embalagem original e é preciso declarar. Só esqueci de perguntar a quantidade.

É permitido trazer papinhas comerciais de frutas e verduras, daquelas que não precisam ser refrigeradas e não contenham carne de boi ou porco. A agente me informou que com frango pode mas que isso pode mudar se houver algum problema de gripe aviária ou outra doença no país de origem. Também é preciso declarar e despachar nas malas, já que dentro do avião eles só permitem a quantidade para usar no vôo.

No aeroporto daqui, certamente haverá inspeção das papinhas para confirmar os ingredientes no rótulo. Vão jogar fora o que não puder e você segue adiante. Se tiver sem rótulo, lixo também. Se não declarar e eles pegarem podem aplicar uma multa. Sinceramente acho que não vale a pena pois vai atrasar bastante o seu desembarque e aqui tem bem mais opções do que no Brasil, inclusive orgânicas.

Para quem está vindo dos EUA as leis são um pouco diferentes e pode trazer mais coisas, é só conferir no link acima.

Leite em Pó vendido no Canadá

Para quem preferir comprar aqui, as marcas mais fáceis de encontrar são: Nestlé Good Start, Similac e Enfamil/Enfagrow.

Nestlé Good Start

Good-Start-todos

As fórmulas infantis são vendidas de acordo com a idade do bebês e a informação está indicada nas embalagens, como no Brasil. Sendo o primeiro estágio de zero a 6 meses, o segundo de 6 em diante. A Enfamil/Enfagrow, tem estágios 3 (12 a 24 meses) e 4 (a aprtir de 2 anos) mas nessa fase as crianças daqui já bebem leite de vaca integral. Todas tem variações com ômega 3 & 6, probióticos, soja, fácil digestão, etc.

Enfamil/Enfagrow

enfagrow-web

Além do leite em pó, as fórmulas estão disponíveis em forma líquida prontas para servir (embalagens de vidro ou tetra pak) e líquida concentrada pra diluir na hora do consumo. A Enfamil tem ainda sachês individuais que correspondem a uma mamadeira. Similac e Enfamil tem mais opções para crianças alérgicas, com refluxo, prematuras, etc. Atenção que as opções com probiótico não podem ser aquecidas além de 40C senão eles serão neutralizados.

SimilacSimilac-web

Só para comparar esses são os preços, em dólar canadense, das embalagens de leite em pó (de 600g a 900g) no Walmart em junho/2016:

Good Start – C$23.97 à C$29.88

Similac – C$23.97 à C$29.88

Enfamil/ Enfagrow – C$19.98 à C$31.98

Se precisar aquecer a mamadeira na rua, a Toys R Us vende alguns modelos de aquecedores portáteis. Eu usava um da Prince Lionheart (C$22), ele demorava um pouco para aquecer mas funcionava direitinho.

Cereais

No quesito cereais, tem sabores para bebês em fase inicial de introdução de sólidos e outros misturados com frutas e com textura mais grossa para os que já estão num estágio mais avançado. Os estágios vão do 1 ao 4, é só olhar nas embalagens a indicação de idade. As principais marcas são Heinz, Milupa, Nestlé Gerber e Baby Gourmet. Mas prestem atenção pois há opções que já vem com leite e é preciso adicionar só água e outras que você adiciona o leite de sua preferência.

Baby Gourmet é uma marca relativamente nova, com produtos diferenciados e orgânicos, o pessoal tem falado muito bem mas eu nunca testei. Das outras 3 só a Heinz e Nestlé oferecem opções orgânicas. Aqui em casa gostávamos mais da Nestlé. Em lojas que vendem produtos brasileiros é possível encontrar farinha láctea Yoki e Cerelac.

cereais

Custam de C$3.74 a $C$4.98 (227g) – preços Walmart em junho/2016

Papinhas

No Canadá, há muito mais sabores das papinhas do que no Brasil e além das embalagens tradicionais de vidro elas são vendidas em saquinhos, chamados pouch, que o bebê pode sugar e comer sozinho. Eu sei que comida industrializada nem se compara a caseira mas na hora do aperto ajuda bastante.

As marcas de papinhas mais fáceis de encontrar são: Heinz, Baby GourmetLove Child Organics e PC Organics (marca genérica orgânica da rede Loblaws com uma grande variedade de sabores). A Heinz é a mais tradicional de todas, com poucas opções orgânicas. As outras 3 são orgânicas. mas acho as misturas bem sem graça.

Atenção: a Nestlé Gerber tem uma linha de comida congelada para crianças a partir de 1 ano que tem um gosto horrível, em minha opinião. E ainda por cima alta quantidade de sódio, 300mg por refeição. Não recomendo!

Para ser bem sincera eu pouco comprei papinhas prontas para as meninas, então fica um pouco defícil opinar. As únicas que comprei foram de morango, blueberry e damasco, da Heinz, que eram gostosinhas.

papinhas

Custam de C$0.80 à C$1.77 – preços Walmart em junho/2016. A PC Organics não é vendida no Walmart mas está na mesma faixa de preço.

Lanches

Além de papinhas de frutas são vendidos uns biscoitos especiais para bebês. Nossos favoritos são os da Mum-Mum, Nestlé Gerber Graduates e os de araruta (arrowroot) da Mr. Christie’s, esse último todos aqui em casa comem até hoje 😉  Os da Heinz minhas meninas não gostavam e os das Baby Gourmet não foram da nossa época.

biscoitos

Custam de C$2.27 à C$3.70 – preços Walmart em junho/2016

Onde Comprar

Produtos para alimentação infantil são encontrados em supermercados, farmácias e em lojas que vendem artigos infantis como Walmart e Toys R Us. No centro de Toronto há alguns supermecados e farmácias:

Nos bairros residenciais tem outros mercados como No Frills, FreshCo, Fortinos, etc.

Produtos brasileiros em Toronto

Em Toronto nós encontramos praticamente tudo que encontramos no Brasil. Veja a lista com nome das lojas e tipos de produtos vendidos aqui.

Dúvidas

Se você tiver dúvidas é só deixar um comentário lá embaixo. Se quiser, pode marcar a opção “Avise-me sobre novos comentários por email” e será notificado assim que eu responder.


Quer receber mais informações sobre Toronto ou dicas de viagem? Então curta a página dos Baianos no Polo Norte no Facebook.

Acompanhe nossas fotos em tempo real no Instagram @livi_souza

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

18 Resultados

  1. Halyne Figueiredo disse:

    Livi, minha bebê toma Nan. Chego aí em maio, ela estará com 5/6 meses. Será que eh melhor eu trocar já o leite pelo enfamil para não estranhar muito? Obrigada!!!!

    • Livi disse:

      Oi Halyne,

      Eu não sei se o Enfamil daí tem o mesmo gosto do daqui. Você pode tentar pra ver se ela se adapta mas eu traria mais 1 ou 2 latas na mala pra garantir uma transição aqui. A lei permite, desde que você declare como “baby formula” e as latas estejam lacradas.
      Assim que tiver seu endereço aqui vá nos sites das marcas de fórmula e peça amostras, é free. Beijos

  2. Débora disse:

    Meu filhinho não gostou das comidas prontas, mas os biscoitinhos e o enfamil ele amou. Já está no 3 e eu tentando passar para o leite tradicional. Adoro a página. Parabéns.

    • Livi disse:

      Oi Débora,

      Minhas filhas também não gostavam das comidinhas prontas, só algumas frutinhas. O leite só bebiam o que não tem ferro então logo que elas completaram 1 ano eu passei para o leite normal. Beijos

  3. Rebeca disse:

    Olá Livi, estou em vancouver (indo para Jasper amanhã) com meu bebê de 1 ano e 2 meses e só encontro comida para bebê batida, ele está acostumado a comer a comida do dia a dia amassada, mas viajando está difícil manter isso por causa dos passeios e pq o hotel não tem cozinha. Vamos passar 1 mês viajando pelo canadá e já estou preocupada pois ele não gostou da comida daqui. Você saberia me dizer se existe alguma marca que não processe tanto a comida de bebê? Desde já agradeço a ajuda, seu blog foi muito importante na organização dessa !viagem

    • Livi disse:

      Oi Rebeca,

      Tem umas comidas na seção de bebé que são apropriadas para a idade mas não tem tanta variedade de sabores, não lembro o nome da marca agora mas veja pela indicação da idade. Todas as de vidro são cremosas pois são para bebês mais novos.
      Tenta ver nos restaurante alguma coisa que você mesma possa cortar pequenininho pra seu bebê.

      • Rebeca disse:

        Oi Livi, obrigada pela resposta. Fui em vários lugares entre supermercados e farmácias, mas só encontrei cremosas, para 4, 6, 7 ou 8 meses, não está nada fácil, ele tem 1ano e 2 meses e gosta de mastigar e geralmente não come comida de potinho. Temos feito isso nos restaurantes, mas funciona mais no café da manhã do que no almoço e janta. Outro motivo para eu insistir nesse tipo de comida é que ele está ficando bem irritado quando passa do horário dele comer… Enfim, completamos a primeira semana, faltam 3, vamos ver como fica até chegarmos em Toronto… Mais uma vez, obrigada pela ajuda.

        • katia disse:

          Ola Rebeca, sei que já faz tempo, mas gostaria de saber como foi a alimentação para o seu bebe, estou indo em setembro para o Canadá com a minha Filha de 1 ano e 1 mês.
          Obrigada.

          • Livi disse:

            Katia,
            Não sei se a outra leitora vai ver para te responder mas qualquer dúvida posso tentar ajudar. Tenho duas filhas nascidas aqui.

  4. Fernanda disse:

    Oi Livi, as suas sugestões serão muito uteis! Eu estou indo com a minha filha de 1 ano e 1 mês depois de amanhã para Toronto, Quebec, Montreal e Ottawa. Será a primeira viagem internacional dela e o que mais me preocupa e a alimentação dela, pois aqui no Brasil ela só come comida caseira. O que as crianças de 1 ano costumam comer quando vão a restaurante ai em Toronto? Eu vou tentar dar papainhas compradas ai. Já vi que tem um Whole food perto do meu hotel em Toronto e espero que ele me salve, mas nas outras cidades ela vai ter que comer papinha ou em restaurante. Por isso gostaria da sua ajuda em o que pedir ou o que as crianças canadenses costumam comer. Em uma das cidades eu ficarei num apart hotel e caso seja necessário, posso cozinhar para ela, mas nem sei o que comprar. Vc pode me ajudar nisso? Bjos e desde ja obrigada, Fernanda.

    • Livi disse:

      Olá Fernanda,

      Há vários tipos de restaurantes com comidas variadas, inclusive brasileiros 🙂
      Mas geralmente em restaurante gringo com menu infantil você encontra: macarrão, pizza, frango (grelhado ou empanado), purê de batatas, batata frita, hambúrguer, cachorro quente, salada e frutas. O menu vai depender do local.

      Nos supermercados tem quase todos os ingredientes para fazer uma comida como estamos acostumados a comer, o feijão é diferente mas dá pro gasto (só não compre o que tem “molasses” pois é doce). Se você optar por comida congelada tem uns PFs que você pode colocar no microondas do hotel.

      Fica tranquila, vai dar tudo certo! 🙂

      Beijos

  5. Renata disse:

    Adorei o post super útil. Cheguei há 1 mês e meio (te contei no instagram) e estava mega preocupada com a fórmula antes de sair do Brasil. Aí cheguei até essa informação de que podia trazer até 20 kg de leite em pó e fiquei mais tranquila. Como ficarei quase 4 meses, não trouxe o suficiente para o período inteiro, pq seriam umas 15 latas rs mas trouxe 5 e foi bem tranquilo declarar e passar pela imigração. Aí comprei a Enfagrow e minha filha se adaptou bem. Estou alternando o aptamil que ela usa no Brasil com esse Enfagrow até acabarem minhas latas 🙂
    Conheci aqui uns biscoitos de arroz da PC Organics e ela tem amado. As outras coisas prontas ela não gosta. Não consigo ter folga da cozinha rs
    Bjs
    Renata

    • Livi disse:

      Oi Renata,

      Fico tão feliz quando as pessoas me dão um feedback positivo, obrigado! Que bom que achou a informação do leite antes de vir, facilita muito a vida da gente né?
      Eu passei as minhas meninas para leite normal depois de 1 ano, elas se adaptaram bem.
      Bjs

  6. Romulo disse:

    Olá Livi,

    não é a toa que subscrevo suas mensagens! Bah, vc é 10, muito organizada e solícita!!

    Ainda ontem estava conversando com minha esposa sobre essas coisas, pois nosso filhote tem 2 anos, e fará uso de todos estes itens que você mencionou!! 🙂

    Já nos quebrou um galhão!

    tks

    • Livi disse:

      Oi Romulo,
      Agora fiquei me achando viu 🙂
      Se tiver assuntos que gostaria de saber ou sugestões de post que podem ser úteis para quem está mudança sou toda ouvidos!
      Manda brasa que faço o post!
      Abraços!

      • Romulo disse:

        Olá,

        Olha, é pra se achar mesmo, pois eu classifico seu blog como um dos Top5 quando o assunto é Canadá. É muito bem escrito, com ótimas fotos, com assuntos pertinentes e de grande valia, não só para os recém chegados, como para os que ainda irão ou mesmo já estão aí há um tempo, pois você dá dicas de passeios muito bons, tanto pro pessoal q tem crianças como vcs e eu, como o pessoal sem filhos.

        Eu que fico meio sem jeito em te pedir algum post rs afinal, seu blog já tratou desde alimentação infantil, matrículas nas escolas para os pequenos até passeio de helicoptero e Porsche. 🙂 O que mais podemos pedir? rs Só se for emprego hahahaha brincadeira!

        Bom, mas já que pediu lá vai um que é uma preocupação pra gente, em especial minha esposa: a alfabetização dos filhos. Como todos nós temos parentes no Brasil, seria interessante que os pequenos mantivessem o idioma. Como você tem feito com suas filhas? Vocês tentam “alfabetizá-las” em português, ou somente inglês? Elas tem mantido o português sem problemas, mesmo apos frequentarem a escola?

        Pois o que tenho visto, em contato com outros pais é que, muitas crianças apos entrarem na fase escolar, começaram a não querer mais falar em português ou até mesmo chegaram a perder a fluência no idioma.

        Abraços,

        • Livi disse:

          Hahaha, o blog que fala do leite em pó ao carro de luxo, tá vendo!

          Um sincero obrigado Romulo!

          Tenho atualmente dois posts sobre o bilinguismo, pode ver aqui, e vou providenciar outro falando como é que faço aqui em casa.

          Sugestões são sempre bem vindas, afinal o blog é para isso né? Uma mão lava a outra.

          Abraços!

Deixe um Comentário