Um passeio na região de Kawarthas, leste de Ontário

No feriadão de Labour Day nós acampamos no Balsam Lake e aproveitamos para passear pela região chamada de Kawarthas, leste de Toronto. Essa região é cheia de cottages, que são casas onde os canadenses passam as férias no verão e/ou vão descansar nos finais de semana.

Fizemos um pequeno roteiro para visitar cidades ao redor do parque, e exploramos uns lugares bem bonitinhos. Se você quiser, pode fazer esse passeio num bate-volta saindo de Toronto também.

Fenelon Falls

A primeira parada foi em Fenelon Falls, a 150km de Toronto. É uma cidade simpática com cachoeira e um canal por onde os barcos cruzam de um lago para o outro.

Kawarthas

Essa comporta (34) tem uns de 7,2m de altura e faz parte do Trent-Severn Waterway uma via fluvial de 386km, que conecta os lagos Huron e Ontário. No total são 45 comportas para viajar entre os dois lagos. Veja mais detalhes sobre o trent-Severn Waterway nesse post.aqui.

Kawarthas

KawarthasO centro é bem pequeno com poucas lojinhas e um restaurante ao lado da cachoeira (The Locker at the Falls).Kawarthas

Kawarthas

Se você gosta de butter tart prove o da Pie Shack (6 Francis St) e depois me conte o que achou.

Há dois museus pequenos lá mas não visitanos dessa vez. Mais detalhes sobre eles aqui.

Bobcaygeon

Nossa próxima parada no tour da região de Kawarthas foi Bobcaygeon, a cidade eternizada por uma música da banda canadense Tragically Hip. Eu cheguei lá e a música não parou de tocar na minha cabeça.

“…it was in Bobcaygeon,
Where I saw the constellations reveal themselves
one star at time…”

A música fala sobre alguém (no clipe um policial) que sai de Bobcaygeon de manhã e segue de volta para sua vida tumultuada e monótona em Toronto. Uma cidade com um céu de mentira, sem estrelas. Ele só pensa em escapar dessa vida e retornar a Bobcaygeon, para relaxar e ver as estrelas no céu.

KawarthasKawarthas

Foi amor a primeira vista. Bobcaygeon é o retrato perfeito dessa vidinha pacata do cottage country. Com um centro decorado por flores, lojinhas, restaurantes com pátio, casinhas na beira da água e outra comporta para passagem de barcos.Kawarthas

Se você comprar um sorvete Kawartha Dairy no Bigley’s Sweet Treats e sentar ali, vai esquecer temporariamente de todos os seus problemas.

A comporta de Bobcaygeon (32) é a mais antiga do Trent-Severn Waterway.

Além de passear no centrinho, dá para visitar o Settler’s Village, que é um museu vivo e também ir na praia. Não fomos em nenhum dos dois mas achei a vila antiga bem interessante. A praia é pequena e não tinha absolutamente ninguém.

Bobcaygeon fica a 160km de Toronto e vale a visita!

Para ver um mapa turístico de Bobcaygeon clique aqui.

Kinmount e Elliot Falls

No caminho de volta para o parque vimos no mapa que havia uma cachoeira uns 10 minutos ao norte. Então continuamos o nosso tour até Elliot Falls.

No caminho passamos num lugar bonitinho chamado Kinmount e paramos para olhar. Ela fica a 175km de Toronto. A vila foi um dos primeiros assentamentos de islandeses no Canadá. Se quiser saber mais sobre a história de Kinmount clica aqui.

Tem um parque ótimo para sentar e fazer o picnic com vista para ponte. Tudo vazio, só umas 2 pessoas pescando.

Kawarthas

Imagina esse cenário no outono como deve ficar.

Depois seguimos para a Elliot Falls. No local tem uma pequesa represa e mais abaixo a cachoeria. É preciso cruzar a represa e caminhar por uma trilha uns 2 minutos para poder ver a cachoeira de perto.

Sobre o Balsam Lake Provincial Park

Eu sempre compartilho dicas de lugares legais para ir, quando não gosto de um lugar geralmente não falo nada. Mas diante da pandemia, acho que devo avisar sobre furadas e lugares onde as pessoas não estão respeitando as regras de distanciamento.

Para ser bem sincera não curti muito a experiência de acampar no Balsam Lake. Não pelo local e sim pelas pessoas que estavam frequentando, pela bagunça das áreas comuns e falta de fiscalização dos rangers.

O lugar que estacionamos o trailer era bem espaçoso e cercado de árvores, bastava uns 15-20 minutos de caminhada até a praia. Nenhuma reclamação nesse ponto. Porém não me senti confortável nas áreas comuns próximas da praia.

No primeiro dia fomos cedo no lado da praia que permite cachorros e estava bem tranquilo. Por volta do almoço, quando estávamos saindo, começou a aparecer mais gente. Mas no dia seguinte nem me arrisquei a ir na praia de tanta gente. Em frente a água há um parque e muitas áreas para picnic. Essas áreas estavam lotadas com grupos enormes, fazendo barulho e espalhando lixo. Me decepcionei pois geralmente os parques provinciais sã bem monitorados.

Nós passeamos de bike pelas trilhas do outro lado e fomos até a área onde as canoas ficam guardadas, que estava bem mais tranquila, mas não dava para tomar banho.

Baseada nessa experiência, não recomendo o Balsam Lake para acampar se você está procurando um lugar sossegado para curtir a natureza, a menos que queira ficar somente no seu campsite.

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida em Toronto

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Ginapsi disse:

    GOSTEI DO LUGAR.

Deixe um Comentário