Butchart Gardens, um dos jardins mais lindos do Canadá

Hoje vou mostrar para vocês um dos jardins mais lindos que já visitei, o famoso Butchart Gardens. Ele está localizado 21km ao norte da cidade de Victoria, na Columbia Britânica. Conhecemos esse lugar incrível  na nossa viagem do mês passado pelo oeste canadense. Leia o roteiro completo dessa viagem.

Depois de darmos uma voltinha no centro de Victoria, seguimos para o Butchart Gardens. Nós chegamos lá no fim da tarde para tentar evitar parte da multidão de pessoas que passam no local diariamente. Gente, eles recebem quase 1 milhão de pessoas por ano! Como o dia canadense é mais longo no verão, só escurece depois das 21h, então ainda aproveitamos bastante. O tempo mínimo recomendável para conhecermos o Butchart Gardens é 1,5h, nós gastamos 3h e vimos tudo com calma. Só para ter uma idéia, a área total é de 22 hectares.

Quando vou num lugar como esse, gosto de pesquisar sobre a história então vou explicar para vocês como nasceu o Butchart Gardens. Robert Pim e sua esposa Jennie Butchart, mudaram-se de Ontário para a Ilha de Vancouver para montar uma fábrica de cimento. Eles começaram a extrair calcário e estabeleceram sua residência na área ao redor da pedreira.

Quando as reservas da pedreira estavam exauridas, a sra. Jennie começou a pensar numa forma de embelezar o local e resolveu transformar a área num jardim. Essa antiga predreira tornou-se o que hoje conhecemos como Sunken Garden. Entre 1906 e 1929, além do Sunken Garden, foram criados mais 3 jardins: japonês, italiano e de rosas. Tudo sob supervisão da sra. Jennie e com ajuda de paisagistas e arquitetos famosos, como o japonês Isaburo Kishida e o canadense Samuel Maclure. A propriedade já recebia visitantes nesse época e se chamava Benvenuto (bem-vindo em italiano). Em 1939, o neto dos Butcharts assumiu a direção e tornou os jardins conhecidos mundialmente. Até hoje o Butchart Gardens está sob os cuidados de descendentes de Robert e Jennie Butchart. Em 2004, ele foi tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional do Canadá.

Sunken Garden (Jardim Rebaixado)

Esse foi o primeiro que visitamos dentro do Butchart Gardens. No mapa dos jardins, também disponível em português, esse é o local indicado para começarmos o tour.

A vista que temos do alto do mirante, é espetacular. Fiquei sem palavras quando vi. E não há foto ou video nesse mundo que consiga transmitir isso. Então se você achar as imagens bonitas, multiplique por 10 para ter uma ideia de como é ver ao vivo e a cores. Quem diz que isso era uma pedreira? O único vestígio que podemos ver daquela época é a torre, escondida do lado direito da foto.

A partir do mirante, só há um caminho a seguir para ver todos os jardins do Butchart Gardens.

No fim do Sunken Garden está uma fonte linda, onde a água dança e sobe a 21m de altura. A Ross Fountain ganha iluminação especial a noite e deve ficar ainda mais bonita. Aliás todo o Butchart Gardens tem iluminação noturna e nos sábados do verão há queima de fogos. Antes de escolher a data da sua visita fique de olho e tente escolher um desses dias para ter uma experiência ainda mais legal.

Carrossel e pavilhão infantil

Seguindo o caminho depois da fonte, chegamos no pavilhão infantil, que possui um carrossel, um pequeno jardim de fadas e um carrinho de pipoca fofo.

Os animais do carrossel são todos esculpidos em madeira. E por apenas $2 podemos brincar. As meninas amaram, cada uma pediu para ir duas vezes. Engraçado é que haviam até adultos no carrossel. Na hora que chegamos não tinha nenhuma fila mas o atendente disse que durante o dia estava bem movimentado.

Logo em frente ao pavilhão infantil, estão 2 tótens, muito comum no lado oeste do Canadá.

Rose Garden (Jardim das Rosas)

O caminho até o jardim de rosas é marcado por lindas flores, árvores imensas e uma fonte com um dragão,  que veio de Suzhou na China, a cidade irmã de Victoria.

O jardim das rosas é lindíssimo e repleto de espécies de vários países, todas devidamente identificadas. Os canteiros são rodeados por arcos, pérgolas e cantinhos especiais. Achei super romântico caminhar sob as roseiras.

A melhor época para ver as rosas no auge do seu esplendor é entre os meses de julho e agosto.

Japanese Garden (jardim japonês)

Seguimos caminhando e encontramos o Torii, um tradicional portão japonês que marca a entrada de um santuário. E essa simbologia não podia ser mais apropriada porque o jardim japonês deles é exatamente isso. Eu tenho loucura por esse tipo de jardim e gastei um tempão admirando cada detalhe.

Em alguns pontos do jardim podemos ver os barquinhos na Tod Inlet, uma enseada que parece ter saído de um filme. Quem quiser pode seguir a trilha pelo jardim  japonês e pegar um barco até as ruínas da antiga fábrica de cimento. Esse passeio é pago a parte e nós não fizemos.

Italian Garden (jardim italiano)

Com muito custo eu saí do jardim japonês em direção ao jardim italiano. A escadaria que leva à parte de cima tem uma característica bem curiosa. Olhando de longe parece feita de madeira mas na verdade é toda de cimento!

Após subirmos as escadas nos deparamos com uma pequena lagoa em forma de estrela e cercada por canteiros coloridos. Essa lagoa, originalmente foi usada para colocar patos ornamentais do sr. Robert Pim Butchart. Imagina!

Numa transição suave e quase imperceptível, saímos do Japão e entramos na Itália. A antigua quadra de tênis dos Butcharts virou um belo jardim, com fonte em cruz, muitas flores e estátuas de bronze.

E claro que não podíamos sair da Itália sem passar numa gelateria. O sorvete deles é delicioso! Provei um com lavanda que estava divino.

Retornamos a praça super charmosa na entrada dos jardins, onde estão os restaurantes, lojinhas, banheiros, centro de visitantes e um moinho.

Antes de ir embora não deixe de conferir o jardim mediterrâneo, que fica quase escondido próximo ao estacionamento. Ele é pequeno mas possui plantas raras de diversas partes do mundo que toleram um clima parecido com o de Victoria.

Como chegar no Butchart Gardens

O Butchart Gardens está localizado no 800 Benvenuto Ave, Brentwood Bay, BC.

Ir de carro é moleza, basta seguir o Google Maps. O estacionamento é gratuito e acomoda carros ou motorhomes.

Apesar de ser outra cidade, é possível chegar lá usando o transporte público de Victoria. Saindo do centro, o ônibus 75 te deixa na porta dos jardins. Uma dica é ir no Centro de Informações Turísticas de Victoria (812 Wharf St), pegar um panfleto com os horários dos ônibus e aproveitar para comprar uns tickets de transporte mais baratos. O percurso dura em média 1h.

Essa rota 75 passa a cada 1h porém no fim da tarde há um intervalo bem maior entre os ônibus, retomando a 1h no início da noite. Foi justamente na hora que queríamos ir, então para não ter que esperar, pegamos um taxi. A corrida custou $50  e em 25 minutos chegamos lá.

Para mais informações sobre horários e preços, visite www.butchartgardens.com.


Gostaria de agradecer ao Butchart Gardens por convidar nossa família e pelos ingressos cortesia para visitarmos os jardins. Adoramos aprender mais sobre a história dos Butcharts e passear por esse jardim incrível!

Todos os valores inclusos no post são referentes a junho de 2017.

Livi

Baiana expatriada em Toronto. Adora escrever sobre suas viagens em família e experiência de vida no Canadá

Você pode gostar...

18 Resultados

  1. Nossa, que lugar lindo e diversificado! Tem jardins para todos os gostos! O Canadá tem me surpreendido bastante nos posts que ando lendo sobre o país! Dá até vontade de conhecer!

  2. Uau ! Não conhecia este jardim. Já estive no Canadá mas apenas no Ontario (Toronto e Niagara fall) e gostei bastante. Aqui ou ali tenho visto referência à British Columbia , deve ser um estado lindíssimo. O jardim japonês principalmente chamou-me à atenção. Obrigado pela dica e boas viagens!!

  3. Bruno Miguel disse:

    Que beleza! Lindas fotos e eu gostei muito Sunken Garden… bela dica!

  4. Juliana Moreti disse:

    Jura que esse é um dos mais lindos do Canadà???? Eu o achei maravilhoso! De todos, adorei o Jardim Rebaixado e o italiano!
    Lindo post!!!!!

  5. Mapa na Mão disse:

    Nossa, isso parece mais o paraíso. Que lindos estes jardins. Eu sonho ir para o Canadá e com certeza vou colocar na lista este passeio.

  6. contramapa disse:

    O Canadá é um país que ainda tenho de visitar… gostei bastante das suas fotografias, os jardins são muito verdes, mesmo!

  7. Gente! Que lugar dos sonhos é esse? Adorei! Nem sabia que existia e agora já quero muito visitar 🙂

  8. Esse jardim é lindo demais… Quando fui fiquei maravilhada com a variedade de plantas e flores… O meu canto favorito foi o jardim italiano… Não queria sair de lá… Adorei rever esse lugar!!!

  9. Andrea disse:

    Que lindo…Adoro incluir esse tipo de passeio nas minhas viagens e com certeza esse já está anotado a partir de agora. Adorei.

  10. Adoro visitar jardins! Nao conhecia esse, mas fiquei maravilhada! Suas fotos estão lindas, por sinal! Que lugar maravilhoso! Deve ser uma delicia passear ai sem pressa de ir embora!

  11. Ana Karla disse:

    Que lugar fantástico, não vejo a hora de colocar os pés em solo Canadense pra poder conhecer lugares tão lindos como esse. Estou chegando junto com toda a minha família no dia 15 de agosto em Winnipeg.

  12. Ivone disse:

    Livi, que lugar lindo!
    Adicionei na minha “lista de desejos”
    Abração

  13. Que lugar lindo Livi. Quando fomos para Victoria a gente não foi no jardim e até hoje eu lamento. Amei seu post e as fotos show como sempre! Beijos

Deixe um Comentário